Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Setembro 26, 2017

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Covilhã estabelece parceria com a UBI em projeto energético internacional

José Lagiosa

O Município da Covilhã, através da empresa municipal ICOVI, estabeleceu uma parceria com a Universidade da Beira Interior (UBI) na área da energia.

O projeto internacional tem como objetivo integrar os sistemas de abastecimento de água e de produção de energia, o EdgeWise.

EdgeWise – Energy and Water Systems Integration and Management tem um orçamento que ronda um milhão de euros, envolvendo oito parceiros, instituições de Ensino Superior e empresas, de seis países (Portugal, França, Grécia, Malta, Tunísia e Chipre).

É neste contexto que o município, por iniciativa do presidente da Câmara Municipal, Vítor Pereira, será uma das entidades associadas através da ICOVI, empresa que gere o sistema de águas em alta no concelho da Covilhã.

O EdgeWise pretende estudar as energias renováveis, combinadas com os sistemas das águas, para produzir conhecimento que possa depois ser incorporado no quotidiano dos dois setores em análise.

Esta intenção de apostar na transferência de conhecimento tem uma especial relevância na parceria estabelecida entre a UBI e a empresa municipal ICOVI.

Assim, está prevista a construção de uma instalação piloto que pretende integrar a gestão da energia e dos recursos hídricos dentro da cidade da Covilhã, concretizando um aproveitamento do potencial hídrico em meio urbano.

Uma instalação solar e eólica irá produzir energia que é armazenada no sistema de distribuição de água da cidade.

Dois reservatórios de água serão geridos ao longo do dia, tendo em conta a necessidade de água para consumo, maximizando a capacidade de armazenamento de energia.

Em termos técnicos, será usada a infraestrutura de abastecimento de água para armazenar energia que pode ser usada mais tarde, quando necessária.

A instalação irá avaliar o aproveitamento que se pode fazer da localização da Covilhã na Serra da Estrela, revelando o potencial gravítico do sistema de água para a produção de energia.

As reuniões de coordenação e preparação do projeto aconteceram nos dias 3 e 4 de novembro na Covilhã, na Faculdade de Engenharia e Parkurbis, com a presença de delegações representativas dos vários parceiros internacionais.

Na apresentação deste projecto ao público, sexta-feira, dia 4, no pólo das Engenharias, UBI, o presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, realçou o “potencial incomensurável do concelho para o aproveitamento de energia solar, hidráulica e eólica, mas também potencial gravítico”.

O autarca considera “muito importante o aparecimento de novas ferramentas para a produção de energia”, destacando esta experiencia piloto como “uma oportunidade de melhorar essa produção, podendo até replicar e amplificá-la noutros países”.

O autarca agradeceu ainda o empenho e trabalho de todos os participantes e colaboradores neste projecto, saudando esta “importante parceria entre o Município e a UBI”.

*Lusa

 

 

 

Comentar

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.