Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 16, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

‘Festa Brava’ homenageia Joaquim Morão em noite solidária

Carlos Castela

A ‘festa brava’ voltou a Idanha-a-Nova, na noite da passada sexta-feira, com a realização da Corrida do Emigrante, cujas receitas reverteram a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Idanha-a-Nova.

 

 

O evento tauromáquico serviu também para prestar uma homenagem ao idanhense Joaquim Morão, figura incontornável da história recente do município de Idanha-a-Nova a que presidiu entre 1982 e 1997.

Esta homenagem, que decorreu no centro da arena de Idanha-a-Nova, recordou o percurso político e cívico de Joaquim Morão e foi coordenada pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e Bombeiros Voluntários desta localidade. A homenagem pública foi lida pelo diretor da corrida, Rogério Jóia, na presença do homenageado e onde esteve também presente o atual presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros, Armindo Jacinto, bem como os toureiros participantes na corrida.

Enquanto presidente da Associação Humanitária, Armindo Jacinto, reconheceu “o papel importante e árduo que os Bombeiros Voluntários desempenham no seu dia-a-dia”, agradecendo ao público e às empresas o apoio que prestaram a este evento. O reconhecimento foi também evidenciado pelo minuto de silêncio em homenagem à vítima que perdeu a vida recentemente enquanto lutava contra um incêndio na Covilhã.

Em resposta ao forte aplauso que soou na Praça António Manzarra, Joaquim Morão, desde há 16 anos autarca de Castelo Branco, sublinhou que continua fortemente ligado a Idanha-a-Nova, nomeadamente como provedor da Santa Casa da Misericórdia.

“Sempre trabalhei em prol do desenvolvimento de Idanha e, ainda hoje, continuo a ajudar o concelho naquilo que é possível”, afirmou Joaquim Morão, que foi agraciado em 2010 com a Comenda da Ordem de Mérito Civil, distinção que reconhece a sua devoção à causa pública.

A noite ficou ainda marcada por um cartel de categoria. Na arena brilharam os cavaleiros Rui Salvador, Paulo Jorge Santos, Manuel Vacas de Carvalho e Marta Valente (jovem cavaleira amadora de Idanha-a-Nova).

As pegas estiveram a cargo do Grupo de Forcados Amadores de Alter do Chão, numa corrida realizada pela empresa Aplaudir, em que foi lidado um curro de seis toiros de Silva Herculano.

 

Comentar