Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Abril 10, 2020

Ir para o Topo

Topo

Idanha-a-Nova volta a viver os Mistérios da Páscoa

A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova apresentou, na passada sexta-feira, a agenda “Mistérios da Páscoa” da autoria do historiador António Catana.

 

 

 

Numa cerimónia realizada no salão nobre dos Paços do Concelho, o vereador responsável pelo pelouro da cultura enalteceu o trabalho de investigação e de inventariação feito por António Catana.

Armindo Jacinto não tem quaisquer dúvidas em refere que as tradições quaresmais são um autêntico cartaz turístico e “um momento de muita riqueza para Idanha”.

“Com este trabalho conseguiu-se que as freguesias mantivessem as suas tradições e outras foram recuperadas. As pessoas levam este processo muito a sério. Faz-se não só a inventariação que culmina com esta agenda, mas também não se deixam perder costumes e tradições com este trabalho muito exaustivo nas 17 freguesias”.

Contudo, Armindo Jacinto disse que há ainda muito por fazer e investigar. “A Câmara de Idanha realça o grande mérito do investigador António Catana”, refere o vereador, acrescentando que “temos um verdadeiro produto turístico”.

Por outro lado, todo este trabalho serve também para elevar a auto-estima das populações do concelho de Idanha-a-Nova e este trabalho é visto pela autarquia não como uma obrigação, mas antes como um dever, não só como idanhenses mas também como cidadãos.

Por seu turno, António Catana fez questão de realçar “ a sensibilidade fora do comum” que a autarquia de Idanha tem demonstrado para esta realidade das manifestações Quaresmais.

O investigador e historiador disse ainda que para este ano “Os Mistérios da Páscoa” têm como tema o cântico da Senhora das Dores.

Recorde-se que muito poucos concelhos de Portugal terão uma tradição quaresmal tão rica como a mantida no concelho de Idanha-a-Nova.