Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 2, 2020

Ir para o Topo

Topo

Qualidade do ar volta a ser monitorizada em Vila Velha de Ródão

A qualidade do ar em Vila Velha de Ródão voltou a ser alvo de uma monitorização no âmbito do protocolo estabelecido entre a câmara Municipal de Vila Velha de Ródão e a Fundação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Lisboa.

DSCN2666

Esta segunda campanha de monitorização do ar que decorreu entre 9 e 19 de Outubro de 2012, permitiu medir os níveis de partículas inaláveis (PM10), monóxido de carbono (CO), ozono (O3), dióxido de azoto (NO2) presentes na atmosfera, recorrendo-se para o efeito a uma estação móvel de monitorização da qualidade do ar.

De acordo com o relatório final, durante o período de monitorização “não ocorreram excedências ao valor-limite de base diária estabelecido na legislação para o poluente PM10. No dia 21 de Outubro monitorizou-se os níveis mais elevados deste poluente, com a média diária de PM10 a situar-se nos 39 microgramas/m3. Neste dia mediu-se um pico de concentrações de PM10 acima dos 100 microgramas/m3”.

Contudo, mesmo sendo esta uma situação considerada muito pontual, o relatório refere que “tal pico de concentrações é susceptível de causa de incómodo nas populações”.

O documento sublinha ainda que este valor “não reflete a tendência que se monitorizou, visto ser claramente mais elevado do que a média da campanha (12 microgramas/m3)”.

Para os restantes poluentes, o relatório refere que “os valores medidos foram baixos, não se verificando quaisquer excedências aos valores-limite” presentes na legislação.