Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 8, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Pragas e doenças da floresta motivam fórum em Oleiros

Pragas e doenças da floresta motivam fórum em Oleiros
José Lagiosa

As doenças e pragas que afetam o pinheiro bravo e o eucalipto foram o tema para o fórum que o Município de Oleiros, em parceria com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e o Instituto de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) organizaram ontem, na sede da autarquia.

A iniciativa, inédita em Portugal, levou a Oleiros os maiores especialistas na matéria e atraiu uma plateia com mais de uma centena de pessoas que encheu o auditório da Santa Casa da Misericórdia local.

O objetivo é sensibilizar a população, para questões relacionadas com o diagnóstico e com os procedimentos que devem ser adotados, foi conseguido já que proprietários, produtores, técnicos, empresários, estudantes e organizações de produtores florestais responderam ao desafio e compareceram em grande número.

José Manuel Rodrigues (do ICNF) e Edmundo Sousa (do INIAV), especialistas na matéria, tiveram ocasião de esclarecer os vários interessados sobre alguns dos vetores bióticos que mais ameaçam as duas espécies em causa, como o nemátodo da madeira de pinho, a processionária do pinheiro, o gorgulho do eucalipto ou o sugador das pinhas, sendo responsáveis pelo seu declínio.

As preocupações com os agentes abióticos que ameaçam a floresta e os incêndios florestais, são prioridades claramente assumidas pelo Município de Oleiros.

Forum Pano oleiros(1)

Na ocasião, foi referido que é fundamental que as comunidades locais estejam atentas aos sintomas e que haja uma intervenção precoce, para poder erradicar pragas e doenças que ocorram no espaço florestal.

Uma questão, também, essencial, prende-se com a recetividade por parte dos proprietários às ações de monitorização e controlo efetuadas pelas entidades competentes, as quais devem ser apoiadas, uma vez que, estão a cumprir um dever que cabe aos proprietários.

Dada a importância para o concelho e para as zonas com maior densidade de floresta o município disponibilizou no seu website, as duas apresentações feitas durante o fórum.

 

 

Comentar