Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Tempo de Avançar pretende candidatar-se em todos os distritos

José Lagiosa

O movimento “Tempo de Avançar” tem como objetivo político apresentar-se em todos os círculos eleitorais do país, nas próximas eleições Legislativas.

Esta, uma das intenções manifestadas pelo promotor André Barata, na apresentação da candidatura cidadã “Tempo de Avançar”, que decorreu na passada terça-feira, dia 20 de janeiro, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco, onde estiveram também dois outros promotores, Daniel Oliveira e Luís Costa.

O movimento está neste momento a apresentar-se em todo o país, tem uma convenção agendada para 31 de janeiro e 1 de fevereiro e “o objetivo é mudar a governação e ser uma alternativa efetiva à alternância que se tem assistido nos últimos anos, entre os partidos do centro esquerda e centro direita, que mantêm o mesmo discurso no essencial, que resultam no desmantelamento do estado social, com custos terríveis a nível social, sobretudo no interior. Procuramos desafiar os cidadãos para com este movimento ajudarem à recapacitação do estado social, à recapacitação de uma política de desenvolvimento sustentável”, explica André Barata, professor na Universidade da Beira Interior, para acrescentar logo de seguida “queremos ser uma alternativa real, que meta as mãos na massa”.

TEMPO DE AVANÇAR

A candidatura cidadã conta já com algumas dezenas de subscritores no distrito e neste momento “estamos a tentar também penetrar no interior, para que este movimento possa singrar também no distrito de Castelo Branco, onde os seus subscritores possam também através das primárias eleger os seus candidatos para se apresentar às Legislativas de 2015”, acrescentou.

A candidatura “Tempo de Avançar” conta com o apoio público de milhares de subscritores, em todo o país e de quatro organizações políticas, “o Livre, Fórum Manifesto, Renovação Comunista e MIC-Porto. Mas de acordo com a lei, apresentar-se-á às eleições legislativas no quadro legal da única destas organizações que está constituída como partido político, o Livre, finalizou André Barata.

 

 

 

Comentar