Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 13, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Derrota dos albicastrenses marcada pelo antijogo dos sintrenses

Derrota dos albicastrenses marcada pelo antijogo dos sintrenses
José Lagiosa

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES – FASE SUBIDA

1º Dezembro 2 – Benfica e Castelo Branco 1

É cada vez mais percetível que esta fase de subida do Campeonato Nacional de Seniores (CNS) não vai ser fácil para nenhum dos candidatos à subida.

Cada jogo constitui, autêntica final, para as equipas que se perfilam como candidatas, o que se reflete na qualidade do jogo, na ansiedade dos jogadores, técnicos e dirigentes.

Isso foi patente no primeiro jogo dos encarnados, em casa, frente ao Mafra e voltou a sentir-se em Sintra na derrota por 2-1 frente ao 1º Dezembro, que passou a ser líder isolado do grupo Zona Sul, onde estrão provavelmente o maior números de candidatos à subida e onde a luta vai ser frenética até ao fim.

Se dúvidas houvesse sobre este pormenor, elas ficaram dissipadas em Sintra, onde o Benfica e Castelo Branco, defrontou um adversário bastante difícil, praticando antijogo logo após se situou na ter colocado na frente do marcador.

A partir dos 15 minutos, altura em que o 1º de Dezembro já vencia por 2-0 com golos obtidos aos 12 e 15 minutos por Didi e Seba, perante a complacência do árbitro, os jogadores locais “inventavam” algumas  faltas.

Os encarnados, não se desorganizaram e souberam gerir esta situação, conseguindo impor o seu futebol, criando lances de laboratório que só não foram concretizados devido à boa exibição do guardião local.

A partida tornou-se então mais dura, com os homens de Sintra, a serem castigados com uma expulsão, de César, aos 28 minutos.

Antes do intervalo os albicastrenses reduziram, ainda, para 2-1, com um golo apontado magistralmente por Dani Matos, através de um livre direto.

Na etapa complementar, o Benfica e Castelo Branco fez um forcing para virar a marcha do marcador, mas a forte pressão do público local, por vezes com alguma hostilidade com o árbitro, foi bastante notória, mas nunca condicionou os homens comandados tecnicamente por Ricardo António, que nunca baixaram os braços.

Apesar da insistência atacante da equipa albicastrense o resultado não viria a sofrer alteração.

Surpreendentemente o árbitro da partida, apenas deu quatro minutos para além do tempo regulamentar, apesar do antijogo dos sintrenses, a justificar mais algum tempo de jogo extra.

Nota negativa no capítulo disciplinar onde pecou por uma excessiva complacência com os jogadores da casa.

Campo Conde Sucena em Sintra

Árbitro: João Mendes
Auxiliares: Jorge Maia e Manuel João (AF Santarém)

1º Dezembro: Andrade, Lima, Fary, Didi, Toy (Moreno), Viegas, Cuca, César, Rente (79, Semedo) Bicho e Seba.
Treinador: João Sousa
Marcadores: Didi e Seba (12 e 15)
Cartão amarelo: Fary (35), Andrade (38), Viegas (42), Seba (77) e Seba (90+2)
Cartão vermelho: César (28)

Benfica CB: Hidalgo, André Cunha, Vasco Matos, Chileno, Job (45, Balde), Fábio Marinheiro, Fábio Santos, Marocas, Telmo (73, Ragner), Dani Matos e João Rui (79, Tiago Pereira)
Treinador: Ricardo António
Marcador: Dani Matos (43)
Cartão amarelo: Marocas (47), Vasco Matos (57), João Rui (72), Tiago Pereira (88) e Ragner (89)

 

Comentar