Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 10, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Olhanense soma quinto jogo sem vencer ao empatar com Sporting da Covilhã

Olhanense soma quinto jogo sem vencer ao empatar com Sporting da Covilhã
José Lagiosa

Olhanense 0 – Sporting da Covilhã 0

O Olhanense somou hoje a quinta partida consecutiva sem vencer, ao empatar 0-0 com o Sporting da Covilhã, em Olhão, em jogo da 27.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.

No jogo que marcou a estreia do italiano Cristiano Bacci, que substituiu Jorge Paixão no comando técnico da equipa algarvia, o Olhanense entrou determinado a deixar para trás a série negativa de resultados e apostou na organização defensiva para impedir o Sporting da Covilhã de criar perigo junto à baliza, objetivo que conseguiu durante toda a partida.

A equipa algarvia foi a que teve a principal oportunidade de golo, mas o reforço de inverno Ponce não aproveitou o bom trabalho do lado esquerdo do ataque algarvio e falhou a hipótese de se estrear a marcar, aos 60 minutos.

O Olhanense foi a primeira equipa a estar perto do golo (12 minutos), num livre direto de Celestino que saiu ligeiramente por cima, enquanto o primeiro remate do Sporting da Covilhã só surgiu aos 35 minutos, por Djikine, mas muito por cima, apesar de a formação serrana ter tido mais posse de bola em toda a primeira parte.

Zé Tiago (39 minutos) também ensaiou o remate de fora da área sem sucesso e a igualdade manteve-se sem surpresas até ao intervalo, período que foi aproveitado pelos dois clubes para homenagearem a título póstumo Fernando Cabrita, antigo selecionador de Portugal, que representou tanto Olhanense como Sporting da Covilhã como jogador.

No segundo tempo, o Olhanense voltou a ser a primeira equipa a criar perigo, quando uma má reposição de bola do guarda-redes do Sporting da Covilhã, Taborda, deixou o esférico nos pés de Ponce, mas o avançado venezuelano do Olhanense rematou ao lado.

O Sporting da Covilhã mantinha o domínio, mas sem criar verdadeiro perigo, como num remate fraco de Zé Tiago (54), e pouco depois surgiu a primeira grande oportunidade do jogo, para o Olhanense, por Ponce (60), mas o avançado desperdiçou escandalosamente a possibilidade de colocar a sua equipa a vencer, atirando por cima quando estava isolado, dentro da área.

Aos 80 minutos, o Olhanense ainda reclamou uma grande penalidade por falta sobre Femi, mas o árbitro Bruno Esteves não avaliou da mesma forma e mostrou o cartão amarelo ao jogador “algarvio” por simular a falta na área, perante os protestos do público da casa, que viu a sua equipa a aumentar para cinco o número de jogos consecutivos sem vencer.

Francisco Chaló

Francisco Chaló

 

Jogo no Estádio José Arcanjo, em Olhão.

Equipas:

– Olhanense: Ricardo Ribeiro, Duarte Machado, Faye Bala, Diakhite, Coubronne, Femi Balogun, Celestino, Giraldo, Pedrelli (David Viana, 88), Mastriani (Adilson, 67) e Ponce (Weldon, 67).

(Suplentes: Svedkauskas, Weldon, Renato, Regula, Martin, Adilson e David Viana).

Treinador: Cristiano Bacci.

– Sporting da Covilhã: Taborda, Tiago Moreira, Diogo Coelho, Edgar, Soares, Djikine, Gilberto (Carlos Manuel, 82), Zé Tiago (Nana K., 90+3), Kizito, Bilel (Adriano, 75) e Traquina.

(Suplentes: Igor, Vitor Massaia, Nana K., Carlos Manuel, Adriano, Yanick e Samuel).

Treinador: Francisco Chaló.

Árbitro: Bruno Esteves (Setúbal).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Tiago Moreira (23), Soares (25), Faye Bala (31), Giraldo (51) e Femi Balogun (80).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

*Com Lusa

Comentar