Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

PR homenageia poder local e contributo dos municípios para desenvolvimento do país

PR homenageia poder local e contributo dos municípios para desenvolvimento do país
José Lagiosa

O Presidente da República homenageou hoje o poder local, através da condecoração de 15 antigos autarcas, sublinhando o contributo decisivo que as câmaras municipais deram para o desenvolvimento do país em 40 anos de democracia.

“Nestes 40 anos da nossa democracia, as autarquias locais deram um contributo decisivo para o desenvolvimento do país, para a melhoria das condições de vida da população, para a coesão social e territorial, construíram infraestruturas básicas, equipamentos escolares, de saúde, de desporto, de lazer, de cultural, recuperaram o património histórico no nosso país”, afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, numa cerimónia no Palácio de Belém em que agraciou 15 ex-autarcas com o grau de Comendador da Ordem do Mérito.

Sublinhando a forma como as autarquias se afirmaram como agentes ativos do crescimento económico do país, Cavaco Silva destacou igualmente a “ajuda inestimável” que prestaram nos “momentos mais difíceis do país” às famílias mais atingidas.

Além disso, acrescentou, os autarcas “permitiram que o país avançasse para uma nova fase de descentralização de competências, fazendo a demonstração de que a proximidade permite decisões mais acertadas”.

O Presidente da República notou ainda que ao distinguir presidentes de câmara que cumpriram pelo menos três mandatos se evidencia também “o pluralismo democrático do poder local” e se reconhece a sua dedicação à causa pública.

Em nome dos 15 condecorados, António Mendes, ex-autarca da CDU que esteve 24 anos à frente da câmara municipal de Constância, agradeceu “o gesto de tão grande significado” do Presidente da República, recordando a transformação operada no país ao longo dos últimos 40 anos, em boa parte devido às realizações das comunidades locais.

De um “Portugal cinzento, pobre e sozinho”, passou-se a um país “livre e que recuperou a sua dignidade”, sublinhou.

“Aos eleitos locais compete uma tarefa difícil, mas apaixonante”, disse, considerando que em cada concelho se constrói “uma parcela de Portugal”

Carlos Pinto

Carlos Pinto

 

Entre os antigos autarcas condecorados o que mais tempo esteve em funções foi Álvaro Pedro, que esteve oito mandatos, 35 anos, à frente da câmara municipal de Alenquer.

Além de Álvaro Pedro e de António Mendes foram ainda distinguidos Artur Pimentel (Vila Flor), Carlos Pinto (Covilhã), Carlos Encarnação (Coimbra), Eufrázio Filipe (Seixal), Francisco Leal (Olhão), Francisco Coutinho (Batalha), Francisco Araújo (Arcos de Valdevez), João Augusto Barradas (Peniche), João Teixeira Fernandes (Murça), Manuel Frexes (Fundão), Maria Amélia Antunes (Montijo), Narciso Mota (Pombal) e Parricídio Summavielle (Fafe).

*Com Lusa

 

Comentar