Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 27, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Belmonte recebe 1º Festival de Cinema Etnográfico

Belmonte recebe 1º Festival de Cinema Etnográfico
José Lagiosa

A Autarquia de Belmonte recebe entre hoje e 11 de abril, o 1º Festival de Cinema Etnográfico de Belmonte, em colaboração com a Universidade da Beira Interior (UBI), e com o apoio da Apordoc.

O evento é atualmente o único festival de cinema etnográfico em Portugal.

O formato desta primeira edição, é a de uma mostra não competitiva e construiu-se a partir de uma seleção de filmes sugeridos por amigos, professores de escolas de cinema, colaboradores e programadores de outros festivais.

O festival vai ter um convidado oficial, que para o arranque da edição de 2015, vai ser a Galiza, pela sua riqueza etnográfica.

A Galiza possui atualmente, uma frente de jovens cineastas promissores, do que já é considerado o novo cinema galego, razão para este convite, informa a organização em comunicado.

José Manuel Sande Garcia, programador da filmoteca da Galiza, sugeriu um conjunto de filmes, alguns deles com prémios e menções em diversos festivais pelo mundo fora como o festival de Cannes, o festival de Locarno na Suíça ou o Viennal na Austria, entre outros, como o Doc Lisboa.

A ponte para a programação nacional, é alicerçada num ciclo dedicado a Michel Giacometti, figura incontornável da etnologia portuguesa com os filmes realizados por Alfredo Tropa no início dos anos setenta, sobre as incursões por Michel Giacometti a várias regiões do país, com o objetivo de recolher a música e a cultura tradicional portuguesa.

Festival etnográfico Belmonte

Quanto às produções destes últimos anos, estarão em cartaz, trabalhos de João Botelho, com o excelente filme, “Anquanto la lhéngua fur cantada” dedicado ao mirandês e à música tradicional de Miranda do Douro.

Gonçalo Tocha, com o documentário “A mãe e o mar”, que evoca as mulheres pescadeiras de Vila Chã,  Sérgio Trefaut com “Alentejo Alentejo” e Cláudia Alves, com “Tales on blindness” um filme muito interessante sobre o encontro da realizadora com vestígios da cultura portuguesa na India.

Catarina Alves Costa, com dois documentários sobre a notável artesã Teresa Frade, produtora de linho e seda na região de Castelo Branco, Laura Gonçalves, natural de Belmonte, uma jovem cineasta nos domínios do cinema de animação premiada em diversos festivais internacionais de curtas metragens.

Tânia Duarte e Ícaro uma dupla que tem desenvolvido um trabalho notável junto das comunidades escolares, realizando workshops sobre cinema de animação, entre outros.

Para além das projeções, haverá um conjunto de eventos paralelos, nomeadamente exposições das quais se destacam duas delas pela sua importância de conteúdos, como “80 Anos 80 Imagens” sobre Michel Giacometti no Museu dos Lanifícios, Covilhã e “Para uma Memória de Michel Giacometti” no Ecomuseu em Belmonte.

 

 

 

 

Comentar