Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 7, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Covilhã soma um ponto em Matosinhos, com ‘bis’ de Kizito nos descontos

José Lagiosa
Leixões 3 – Sporting da Covilhã 3

Dois golos de Kizito nos descontos garantiram hoje a um Sporting da Covilhã reduzido a 10 unidades um empate (3-3) no reduto do Leixões, em encontro da 39.ª jornada da II Liga Portuguesa de futebol.

Num final dramático, já com tempo regulamente esgotado, o Covilhã ganhou dois livres perto da área leixonense, um aos 90+2 e outro aos 90+5, e Kizito (ex-Leixões) aproveitou-os e ‘bisou’ com dois simples golpes de cabeça à boca da baliza.

O árbitro Duarte Gomes tinha dado três minutos de descontos, mas ‘esticou’ o jogo mais dois. Foi quanto bastou para o Leixões deixar fugir três pontos e para o Covilhã conquistar um, mantendo-se na corrida à subida.

A primeira parte valeu pelo golo de Enoh (15), um dos melhores homens do Leixões, pelo que jogou, pela entrega e porque, tal como Kizito, marcou dois golos. No primeiro, aproveitou um bom passe de Mendes, venceu um duelo físico e inaugurou o marcador, numa das raras ocasiões de perigo fabricadas pelo Leixões até ao intervalo.

Kizito podia ter empatado aos 23 minutos, mas Ricardo Moura negou-lhe o golo com uma defesa atenta.

Depois de um primeiro tempo desinteressante, jogado quase sempre a em ritmo baixo, a segunda parte rendeu cinco golos e mais algumas situações de possível golo que as duas equipas desperdiçaram.

O Covilhã marcou o seu primeiro tento logo aos 49 minutos, com Erivelto a assistir Kizito e a bola a sobrar para Bilel, que, sem oposição, marcou um golo fácil.

Insatisfeito, Horácio Gonçalves fez duas substituições de uma vez só vez, aos 56 minutos. Trocou Tiago de Leonço e Tiago Lenho por Bruno Lamas e Alemão e foi bem-sucedido.

Bruno Lamas serviu Alemão para o segundo dos locais, aos 60 minutos, e Enoh para o terceiro, aos 68. Tanto Bruno Lamas como Alemão revolucionaram o ataque leixonense, acrescentando-lhe velocidade, objetividade e alguma irreverência.

Aos 70 minutos, Mendes rematou forte e Taborda evitou o quarto golo do Leixões, numa altura em que o Covilhã só tinha olhos para a baliza de Ricardo Moura.

Quanto Tiago Moreira foi expulso, por acumulação de cartões amarelos, aos 84 minutos parecia que o Leixões tinha a vitória garantida.

Porém, nos descontos e, depois, já para lá do tempo concedido, o Covilhã marcou dois golos, por Kizito, ambos muito parecidos e após lances de bola parada, e voltou para casa com um empate.

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores: 1-0, Enoh, 15 minutos; 1-1, Bilel, 49; 2-1, Alemão, 60;

3-1 Enoh,68;  3-2, Kizito, 90+2; 3-3, Kizito, 90+5.

Equipas:

– Leixões: Ricardo Moura, Gonçalo Graça, Pedro Pinto, Alabi, João Pedro (Caio, 87), Tiago Lenho (Bruno Lamas, 56), Roberto Sousa, João Novais, Mendes, Tiago de Leonço (Alemão, 56) e Enoh.

(Suplentes: Nuno Pereira, Bruno Lamas, Yuanyi Li, Caio, Hugo Monteiro, Alemão e Chiquinho).

Treinador: Horácio Gonçalves.

– Sporting da Covilhã: Taborda, Tiago Moreira, Diogo Coelho, Edgar, Soares (Zé Tiago, 71), Djikine, Gilberto (Erivelto, 46), Flávio (Adriano, 73), Traquina, Bilel e Kizito.

(Suplentes: Igor, Vítor Massaia, Zé Tiago, Carlos Manuel, Joel, Adriano e Erivelto).

Treinador: Francisco Chaló.

Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para João Pedro (12), Gilberto (17), Tiago Moreira (27 e 84), Mendes (41) e Roberto Sousa (75). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Tiago Moreira (84).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

*Com Lusa

 

Comentar