Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 12, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Tecoree juntou 400 escuteiros em Idanha-a-Nova

Carlos Castela

O Tecoree, torneio de técnica escutista juntou 400 escuteiros no Campo Nacional de Atividades Escutistas (CNAE), em Idanha-a-Nova.

O torneio é destinado a equipas de pioneiros e marinheiros (com idades compreendidas entre os 14 e 17 anos), juntou no CNAE 400 escuteiros que terminaram a competição no dia 31 de março.

O evento, cujo início decorreu no dia 29, colocou em competição cerca de 50 equipas vindas de nove regiões de Portugal e uma delegação espanhola.

As equipas participantes tiveram a oportunidade de pôr em prática os seus conhecimentos de técnica escutista, que são apreciados por um júri constituído por 50 dirigentes adultos.

As 30 provas que os participantes têm que executar incluem o usar a triangulação de azimutes para identificar o local na carta topográfica onde se encontra a equipa, fazer o tratamento em caso de hemorragia, entorse, edemas e hematomas, estimar a altura de uma árvore, confecionar uma refeição e executar nós e amarrações com tempo cronometrado.

O torneio, que conta com o apoio do município de Idanha-a-Nova, procura ser transversal a qualquer atividade escutista, proporcionando momentos de diversão e constante trabalho em equipa.

A abertura oficial foi presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, e pelo Chefe Nacional do Corpo Nacional de Escutas, Norberto Correia.

O autarca enalteceu a “qualidade do movimento escutista” e sublinhou que o CNAE, é um dos investimentos da câmara municipal que considera que “mais sentido faz”.

Norberto Correia, defendeu a importância das técnicas escutistas “no desenvolvimento da autonomia dos jovens e na preparação para o futuro”.

Comentar