Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Dezembro 18, 2018

Ir para o Topo

Topo

3 Comentários

Poluição e falta de oxigénio na origem da morte de peixes no Tejo em maio

Poluição e falta de oxigénio na origem da morte de peixes no Tejo em maio
José Lagiosa

Descargas poluidoras na zona de Vila Velha de Rodão e a insuficiência de oxigénio nas águas do Tejo estiveram na origem da mortandade de peixes ocorrida em maio junto à barragem de Belver, informou hoje o Ministério do Ambiente.

Em resposta a uma pergunta dos deputados do PSD, o Ministério do Ambiente, através da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), informou hoje que, das análises efetuadas à amostra de água retirada junto do paredão da Barragem de Belver, a 12 de maio, constatou que “as baixas concentrações de Oxigénio Dissolvido nas massas de água superficiais indicaram a existência de um desequilíbrio no ecossistema, que pode ter como consequência a morte de peixes”.

Segundo a APA, e face a esta situação, procedeu-se, no mesmo dia, à solicitação de aumento do caudal descarregado pelas albufeiras a montante, “de forma a minorar o problema e a contribuir para uma mais rápida diluição da eventual contaminação na origem do mesmo”.

Simultaneamente, a APA indica ter desencadeado “ações de fiscalização com recolha de amostras a várias instalações na região” de Vila Velha de Rodão, a montante de Mação, no distrito de Santarém, tendo o Serviço de Proteção de Natureza da Guarda Nacional Republicana (SEPNA/GNR) procedido ao “levantamento de autos de notícia por contraordenação relativos a rejeição indevida de águas residuais nas linhas de água do Açafal e seu afluente”, confinantes com o Tejo.

A APA dá ainda conta, na resposta enviada aos deputados do PSD, que “os infratores foram notificados para adotar de imediato as medidas consideradas adequadas à prevenção de danos ambientais e à minimização dos efeitos decorrentes da situação em causa, impondo que cessassem de imediato as respetivas descargas”.

Em declarações à agência Lusa, o deputado do PSD, Duarte Marques, eleito por Santarém, “congratulou-se” com as informações transmitidas pela APA, tendo destacado que o Ministério do Ambiente “confirmou os autos levantados a empresas que foram descobertas como poluidoras”.

*Com Lusa

 

Comentários

  1. Com a devida vénia pela Beiranews deixo aqui algumas considerações:

    “…Descargas poluidoras na zona de Vila Velha de Rodão e a insuficiência de oxigénio…” Ora Obviamente que se a água do Tejo estavam poluídas com cloro, soda cáustica, peróxido de hidrogénio e sufeto de hidrogénio e e ainda mais outros metais pesados, portanto que não havia oxigénio! Obviamente que onde exista esta mixórdia não pode haver oxigénio! É uma dicotomia pura NO CONTEXTO DESTE ACIDENTE REITERADO.. Neste caso e com respeito pelo senhor J Lagiosa é o mesmo que perguntar de que cor é o cavalo branco de Napoleão.´Num outro paragrafo…”as baixas concentrações de Oxigénio dissolvido nas massas de água superficiais…” isto não corresponde à realidade do que passou e que continua pois 98% do peixe que morreu e foram centenas de toneladas foram os barbos, sendo estes peixes de fundo.Portanto os metais pesados estavam em toda a massa de água mas sobretudo no fundo. À superfície seria até onde haveria mais oxigénio!. Outra frase: que pode ter como consequência a morte de peixes… ora se está a ser analisado um caso concreto dum acidente ambiental, o que devia ser dito e escrito era que…. TEVE COMO CONSEQUÊNCIA a morte do peixe OU DE GRANDE QUANTIDADE DE PEIXE. É um texto tipo copiar/colar pois por exemplo no fim até dá a impressão de que a resposta foi para os deputados do PSD, pois até foram os últimos a tomar posição pública e muito antes disso (12/5) já a APA tinha dezenas de queixas e incluindo a minha. BEM, AS DESCARGAS CONTINUAM POIS AINDA HOJE QUINTA FEIRA dia 25/6 o Tejo ficou todo branco desde a Ortiga até Abrantes e a APA sabe disso. Passem bem https://www.facebook.com/groups/685995898212441/

    Ortiga 25/6/2015

  2. Certamente qualquer leigo olhando para a cor da água que passa pelas comportas de descarga da barragem (na foto) saberia logo que algo não está bem com a água do Tejo,mas esta realidade é diária e não somente no dia em que foi tirada esta foto. Como simples cidadão e leigo nesta matéria pergunto se: alguém das nossas entidades competentes e que muitas delas já blá blá blá sobre este tema,tomariam banho ou simplesmente levavam a cara se nas suas torneiras a água saísse daquela cor?

  3. Boas e tire proveito desta leitura e que reflita!
    Os responsáveis portugueses da APA e IGAMAOT que autorizaram a Portucel (Celtejo + Ams) a se servir do Rio Tejo como um esgoto também serão responsabilizados criminalmente (podendo até ser detidos pois parecem desconhecer o Direito Comunitário e Internacional e mesmo que isso seja verdade tal não os iliba!).
    COMO FOI POSSÍVEL AUTORIZAREM A DUPLICAÇÃO DA PRODUÇÃO DE PASTA SE O TEJO, SÓ…….COM AS 80.000 T NÃO AGUENTOU!… como irá agora aguentar com as 160.000 t ?. Nós cidadãos queremos respostas das autoridades. Temos esse direito e exigimo-lo. TEMOS O DIREITO ÀS ANÁLISES às águas do rio,ribeiros, poços e redes secundárias de águas, bem como a análise ao peixe, frutas e legumes, regados e criados a partir destas águas contaminadas do rio tejo. Sendo que para já o Laboratório de Segurança Alimentar da Asae recusou. Portanto tal significa que sabem de qualquer coisa e escondem quando são as populações e a saúde pública que estão em causa!
    O tal Estado de Direito não nos respeita a nós, cidadãos e usurpa-nos um recurso natural que é nosso e de todos os da zona ribeirinha ( e de todos os portugueses…) e não de 4/5 fábricas. Estado de Direito……… mas qual e onde anda esse Estado de Direito?
    Amigo leitor não tem diferença entre estes produtos químicos (já indicados no artigo de cima e que entram no tratamento químico da pasta de papel) pois são os mesmos que provocam o cancro na Argentina, no Uruguai, No Brasil, no Canadá …. e em Portugal! e na ORTIGA, NAS MOURISCAS, ABRANTES, Santarém E ETC. Estes produtos químicos e cancerígenos teem esta característica, originam cancros de toda a espécie, logo matam-nos! Esta é uma das acusações que lhes farei…… assassínios em massa das populações ribeirinhas banhadas pelo rio Tejo.
    Deixo aqui links que abordam este assunto, e que sirva para auto formação pessoal, pois ninguém nasce ensinado. Em resumo por todo o mundo estão tomando medidas para contornar esta situação da POLUIÇÃO AMBIENTAL pelas fábricas de pasta de papel e que estão assassinando o domínio hídrico E POR VEZES ENCERRANDO AS EMPRESAS E OUTRAS vezes MUDANDO O PARADIGMA E OPTANDO POR OUTROS SISTEMAS DE FILTRAGEM/tratamento (etc), e aqui nos nossos vizinhos de Vila Velha de Ródão o que me apercebo é que nada disso é feito ou então é-o de maneira deficiente e que até a APA já se apercebeu !
    As palavras começam a estar gastas e eu conheço a vossa maneira de pensar… senhores Industriais….ou seja, vem aí chuva já no fim de Agosto depois Inverno e depois logo se vê…. ! E depois na primavera de 2016 voltamos ao mesmo?? Há que tomar medidas e se não sabem perguntem-me porra que eu explico! (é claro que eu escrevo desta forma pois sei que costumam ler o que escrevo).
    http://www.canadainternational.gc.ca/…/about_a…/enviro.aspx…
    http://www.celso-foelkel.com.br/…/94_Fechamento%20circuitos…
    http://wrm.org.uy/pt/files/2005/04/Fabricas_de_celulose.pdf
    Este último link é o mais impressionante sobre a POLUIÇÃO DAS FÁBRICAS DE CELULOSE e todas as pessoas que vivem em Vila Velha de Rodão e algumas por aquilo que me apercebo até na Ortiga e em Mação e ao longo do Tejo, deviam ser obrigados a ler.

    Os administradores destas fábricas deveriam ser obrigados a ler em público na televisão este último link e pedindo perdão às populações por aquilo que nos estão fazendo.

    Os Tribunais Internacionais decidirão e podemos falar por videoconferência, tendo direito a tradutores sem pagarmos nada. Podendo estar na Ortiga ou Abrantes p. ex. ! Nós já não temos nada a perder e o mesmo já não poderão dizer as milhares de pessoas que morreram de cancro provocados por estes senhores das celuloses. Nos últimos 20 anos por exemplo (mas claro, já muito antes…) em toda a zona ribeirinha banhada pelo Tejo. ! Fiquem bem
    Veja + este link aqui em baixo pois vale a pena saber o que se passa a nível mundial com a poluição provocada por esta industria do papel.

    A Argentina denunciará o Uruguai em Haia devido a uma empresa de papel
    A permissão de Montevidéu para que uma fábrica de papel aumente a produção na fronteira gera um conflito entre os paises

    http://brasil.elpais.com/brasil/2014/06/14/internacional/1402716145_631271.html

Comentar