Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Agosto 18, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Vila Velha de Ródão vê partir o III Cruzeiro Religioso do Tejo

José Lagiosa

O cais fluvial de Vila Velha de Ródão foi o palco da partida, no passado sábado 30 de maio, da 3ª edição do Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo.

O Cruzeiro tem início em Vila Velha de Ródão e faz a ligação à foz do rio em Lisboa.

A primeira de sete etapas (Vila Velha de Ródão – Ortiga, Mação) principiou com a cerimónia de início do Cruzeiro que foi dirigida pelo reverendo pároco António Escarameia e acompanhada por mais de uma centena de pessoas.

A presença do presidente da autarquia de Ródão, Luís Pereira, e do presidente da Junta de Freguesia de Fratel, apadrinhou a iniciativa.

????????????????????????????????????

Luís Pereira saúda os peregrinos

Celebrar a religiosidade das comunidades ribeirinhas do Tejo, promover a Cultura Avieira a Património Nacional Imaterial e da Unesco, e evidenciar as potencialidades do Rio Tejo, são os objectivos primeiros da iniciativa.

Durante as 7 etapas sucedem-se diversas paragens e pernoitas dos peregrinos em comunidades ribeirinhas ao longo do Tejo.

A peregrinação, envolve 37 paróquias, 30 freguesias e 20 concelhos, visa unir pela fé as populações ribeirinhas do Tejo, em honra da Nossa Senhora dos Avieiros e do Tejo e é feita através dos barcos tradicionais avieiros, as bateiras.

Recorde-se que a imagem de Nossa Senhora dos Avieiros e do Tejo foi coroada no dia 2 de maio, no CDRC de Ródão, pelo Senhor Bispo de Portalegre-Castelo Branco, D. Antonino Eugénio Fernandes Dias e permaneceu, na paróquia de Vila Velha Ródão, até ao dia da partida do Cruzeiro.

O Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo, termina a 14 de junho, na Marina de Oeiras, onde irá decorrer uma Mostra de Sabores e artesanato dos concelhos ribeirinhos.

 

Comentar