Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 16, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Vila de Rei e Oleiros concelhos ainda em risco máximo de incêndio

José Lagiosa

Seis concelhos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os concelhos de Mação e Sardoal (Santarém), Vila de Rei e Oleiros (Castelo Branco), Pampilhosa da Serra (Coimbra) e Monchique (Faro) apresentam hoje risco máximo de incêndio.

Mais de meia centena de concelhos, com incidência para o norte interior, encontram-se com risco muito elevado de incêndio, enquanto os restantes estão ‘pintados’ a laranja e amarelo, cores que representam risco elevado e moderado de incêndio, respetivamente.

Só os concelhos dos distritos do litoral norte, de Viana do Castelo, Braga, Porto até Aveiro , apresentam risco reduzido de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Na quarta-feira, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou 150 incêndios que foram combatidos por 2.290 operacionais, com o apoio de 539 meios terrestres e 46 aéreos.

Para hoje, o IPMA prevê períodos de céu muito nublado, apresentando-se em geral muito nublado nas regiões norte e centro até final da tarde e tornando-se pouco nublado na região sul a partir do final da manhã.

São esperados períodos de chuva, em geral fraca e até ao final da tarde, nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, sendo por vezes moderada no Minho e Douro Litoral.

O vento soprará em geral fraco (inferior a 20 km/h) predominando de noroeste, soprando moderado (20 a 30 km/h) no litoral oeste e moderado a forte (30 a 40 km/h) nas terras altas, em especial durante a tarde.

Espera-se neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e uma descida da temperatura máxima, em especial no interior das regiões norte e centro.

Quanto às temperaturas, as máximas vão oscilar entre os 18 graus Celsius previstos na Guarda, cidade com temperatura máxima mais baixa hoje, contrastando com os 28 de máxima prevista para Évora e Beja, as cidades mais quentes.

Em Lisboa, vão variar entre 18 e 25 graus Celsius, em Bragança entre 13 e 21, em Viseu entre 12 e 20, em Coimbra 15 e 23, na Guarda 11 e 18, Portalegre entre 11 e 25, Évora e Beja entre 15 e 28, em Faro 18 e 27, em Santarém entre 17 e 25, no Funchal entre 23 e 27, em Ponta Delgada entre 18 e 24, em Angra do Heroísmo entre 19 e 25 e em Santa Cruz das Flores entre 20 e 24.

O IPMA prevê para hoje no arquipélago da Madeira períodos de céu muito nublado, com aguaceiros, em geral fracos, enquanto o vento soprará fraco a moderado (10 a 30 km/h) predominando de nordeste.

No Funchal, as temperaturas vão oscilar entre 23 e 27 graus.

Para o arquipélago dos Açores, o IPMA prevê paras as ilhas do grupo ocidental – Flores e Corvo – céu geralmente pouco nublado, com vento a soprar de leste bonançoso (10/20 km/h), enfraquecendo (05/10 km/h).

Para o grupo central, ilhas da Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial, a previsão é de períodos de céu muito nublado com boas abertas, e vento do quadrante leste bonançoso (10/20 km/h), enfraquecendo (05/10 km/h).

No grupo oriental, São Miguel e Santa Maria, prevê-se igualmente períodos de céu muito nublado com boas abertas, aguaceiros fracos, especialmente na ilha de Santa Maria e vento a soprar de leste moderado (20/30 km/h), enfraquecendo (05/10 km/h).

*Com Lusa

Comentar