Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 25, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Câmara da Guarda propõe plano intermunicipal de acolhimento de refugiados

Câmara da Guarda propõe plano intermunicipal de acolhimento de refugiados
José Lagiosa

O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, anunciou que vai propor hoje à Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) a criação de um plano para acolhimento de refugiados na região.

“É hora de mostrarmos a nossa capacidade e não apenas o nosso humanismo”, considera o autarca.

Álvaro Amaro defende um plano “bem elaborado, bem concebido, com o apoio das instituições e das Juntas de Freguesia”, para que os municípios da CIMBSE possam acolher pessoas com o estatuto de refugiado.

“Eu entendo que numa área mais alargada nós podemos ser ainda mais úteis, nestes territórios designados de baixa densidade e, como eu acrescento, de elevado potencial”, disse à agência Lusa.

A CIMBSE, com sede na cidade da Guarda, é constituída por 15 municípios dos distritos da Guarda e de Castelo Branco.

Álvaro Amaro lembra que no século passado muitos habitantes daquela região emigraram e “também tiveram que saltar aramados para vencerem a batalha da qualidade de vida”, tendo sido bem recebidos nos países de acolhimento.

“Se a Comunidade Intermunicipal entender a elaboração desse plano, acho que podemos marcar [posição] perante o país”, reconheceu.

O autarca da Guarda não sabe quantificar quantas pessoas poderão ser acolhidas na região, mas diz que é importante abordar o assunto e apresentar a proposta à CIMBSE.

“Queremos fazê-lo para darmos também um sinal claro da nossa solidariedade”, justificou.

Não sendo possível elaborar uma estratégia de atuação que envolva todos os municípios da Comunidade Intermunicipal onde a Guarda está inserida, Álvaro Amaro assegura que a sua autarquia agirá de forma autónoma.

“A Câmara da Guarda estará totalmente disponível para dizer ao Estado Português: aqui estamos nós, na cidade mais alta, com todas as nossas freguesias e com todas as nossas instituições para elaborarmos o nosso próprio plano de podermos ter e de podermos receber essas pessoas, depois de tudo ser feito pelas autoridades nacionais”, concluiu.

A CIMBSE é constituída por 12 municípios do distrito da Guarda (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Mêda, Pinhel, Seia, Sabugal e Trancoso) e por três municípios do distrito de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão).

*Com Lusa

 

Comentar