Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Abril 2, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Ponto de Vista por… Fernando Gonçalves

Ponto de Vista por… Fernando Gonçalves
José Lagiosa

Ainda a tempo de salvar Portugal? Acredito que Sim!

É já do domínio público que sou o cabeça de lista, do Partido Democrático Republicano (PDR), de Marinho Pinto às eleições legislativas do dia 4 de outubro.

Fernando Gonçalves

Fernando Gonçalves

O meu apoio ao PDR funda-se no facto de Marinho Pinto andar há 45 anos a lutar por todos nós. Primeiro contra a ditadura e agora contra a corrupção total do poder em Portugal. Acredito no líder do PDR por estar seguro que não sendo, com toda a certeza, nenhum santo de altar, e muito menos um anjinho, pelo menos não tem telhados de vidro, pois se tivesse já o tinham crucificado ao longo destes anos em que tem atacado os poderosos!

Marinho Pinto ganha 20 mil euros por mês como eurodeputado e vem para a Assembleia da República Portuguesa ganhar 5 vezes menos! Acresce que teve a coragem de afirmar que os deputados em Portugal não ganham muito, para a responsabilidade que têm, embora os que lá estão não mereçam nem o salário mínimo e compromete-se a não aumentar o salário dos futuros deputados e ainda que estes devem contribuir tanto ou mais que os outros portugueses. A Assembleia da República tem de ser o exemplo e não a vergonha. Apoio o PDR porque Marinho defende Maior Justiça Social, a Segurança Social Pública e a Escola Pública; a implementação de mecanismos que ajudem os empresários a criar empresas e postos de trabalho, criando, por exemplo, uma lei que determine que um empresário que solicite a criação de uma empresa não tenha de andar a mendigar documentos em serviços do Estado para completar o processo. Se o Estado tem todos esses elementos o empresário não tem de os solicitar a serviços também do Estado, tantas vezes a favor. O empresário, além de não ter de fazer esse trabalho não tem obviamente de andar a correr as capelinhas a pedir certidões e papeis tantas vezes encarecidamente.

Se o PDR de Marinho Pinto for governo a própria função pública será alvo de uma profunda reforma. O que se tem feito na função pública até hoje tem sido fustigar os funcionários fazendo-os pagar por erros cometido por políticos incompetentes. O PDR porá fim, de uma vez por todas, à Lei da Requalificação da Função Pública criada pelo PS e agravada pelo atual governo. Marinho Pinto acabará com os salários escandalosos de gestores que vivem à conta dos favores do Estado e aprovará uma lei que proíba os Deputados praticarem advocacia com leis feitas por eles e de estarem ao serviço de interesses privados. Marinho Pinto defende medidas de irradicação da pobreza, como a proibição de aqueles que recebem reformas elevadas ocuparem postos de trabalho tirando o emprego a quem precisa dele, nomeadamente os jovens e os desempregados menos jovens. O PDR, tudo fará para dar condições aos pais para criarem os seus filhos e acabar com esta vergonha de terem de ser os avós a sustentar os netos por impossibilidade económica dos pais.

É por estas razões que concorro a deputado pelo PDR de Marinho Pinto encabeçando uma lista que, pela primeira vez na história, é constituída em igualdade absoluta entre homens e mulheres, ou seja uma paridade absoluta (50% de homens e 50% de mulheres), sem ser necessário esperar por leis que estabeleçam a igualdade de género, porque essa igualdade é um Direito Humano que os homens não têm o direito de continuar a negar às mulheres.

*Fernando Gonçalves, ex-diretor da Segurança Social de Leiria e candidato do PDR às Eleições Legislativas

 

 

Comentar