Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 27, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Empresa portuguesa e Caminhos de Ferro Noruegueses celebram 10 anos de parceria

José Lagiosa

A empresa portuguesa SISCOG e os Caminhos-de-Ferro Noruegueses (NSB) estão a celebrar o décimo aniversário do sistema utilizado pela ferrovia nacional no planeamento das suas operações.

O TPO, sistema fornecido pela SISCOG baseado no seu produto CREWS, tornou-se totalmente operacional na NSB em 2005 e desde então tem acompanhado o crescimento da empresa em diversas áreas, nomeadamente o aumento de 50% do tráfego de passageiros desde 2007.

Desde há 10 anos que o TPO tem estado em completa e contínua utilização e tem permitido ao operador Norueguês otimizar o planeamento e gestão de diferentes tipos de pessoal.

A SISCOG é uma empresa de software especializada em soluções para o planeamento e gestão otimizados de recursos de empresas de transporte.

Para a NSB, o TPO marcou o início de um projeto que viria a revolucionar a forma como o planeamento operacional era feito até então, o que afetou métodos e crenças de trabalho e, consequentemente, eliminou  ineficiências e a propensão para erros.

Para a SISCOG este projeto foi um marco histórico: após ser escolhida de entre 13 empresas num concurso público internacional e depois de auditada por uma consultora multinacional, a SISCOG teve a oportunidade de mostrar as suas capacidades a mais um exigente cliente Escandinavo.

Atualmente, o TPO, um sistema baseado no já premiado produto CREWS, contribui para o planeamento eficiente de mais de 24 bases de pessoal e 2.000 pessoas, incluindo maquinistas, revisores e pessoal do centro operacional, abrangendo todas as fases de planeamento, desde o longo prazo até ao despacho no dia da operação.

Nas palavras de Peter Hausken, Director de TI das Operações da NSB, “o TPO ajudou a NSB a melhorar a qualidade dos seus planos e relatórios e permitiu a utilização uniforme de regras e regulamentos, para além de prevenir violações acidentais ou má interpretação de regras”.

Para celebrar esta data, e num gesto simbólico, a SISCOG ofereceu à NSB um astrolábio, uma ferramenta de medição de ângulos utilizada pelos exploradores marítimos Portugueses no século XV nas suas navegações.

Na entrega do astrolábio, João Pavão Martins, CEO da SISCOG, expressou o seu desejo de que “a SISCOG e o TPO possam ajudar sempre a NSB a encontrar melhores formas de navegar num futuro sempre em constante mudança”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar