Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 9, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Estudantes da Universidade da Beira Interior apostam na consolidação financeira

Estudantes da Universidade da Beira Interior apostam na consolidação financeira
Carlos Castela

A presidente da Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI), que foi reeleita na quinta-feira, vai apostar na consolidação financeira desta instituição da Covilhã e no desenvolvimento de novos projetos.

“No mandato anterior conseguimos a reestruturação financeira e pagámos uma dívida de 46 mil ao Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), que existia desde 2011. E acreditamos que isso nos ajudará em termos de consolidação financeira, até porque a partir de agora poderemos apresentar novamente candidaturas a este organismo”, afirmou Francisca Castelo Branco à agência Lusa.

A lista liderada por Francisca Castelo Branco foi a única que se apresentou ao ato eleitoral que decorreu na quinta-feira, tendo sido eleita com 696 votos.

De entre 6.606 estudantes que podiam votar, participaram nesta eleição 780 estudantes, sendo que se registaram também 61 votos em branco e 23 nulos.

Para este segundo mandato, a presidente da AAUBI contará com uma equipa renovada e reforçada, que passa de 17 a 21 elementos.

“Vamos reforçar a direção para podermos implantar todos os projetos. Por exemplo, teremos um secretário de tesouraria que irá acompanhar todos os processos do IPDJ e também para dar apoio aos núcleos de estudantes, de modo a que situações como as do passado não se repitam “, explicou.

A dirigente académica adiantou que a atual direção também reformulará as secções da associação, designadamente nas áreas de ação social e de saúde, que passam a estar separadas, o mesmo acontecendo os departamentos recreativo e cultural.

“Queremos aproveitar esta separação para trabalharmos mais a área cultural, que estava a perder algum impacto a favor da área estritamente recreativa e de eventos”, especificou, referindo que em termos de ação social o objetivo é criar um banco de voluntariado em parceria com as instituições.

Na saúde, a AAUBI quer continuar a realizar os rastreios levados a cabo e até alargá-los a várias instituições de apoio à terceira idade do concelho da Covilhã, no distrito de Castelo Branco.

Do projeto destaca-se ainda a criação da secção de empreendedorismo e saídas profissionais, que em coordenação com outras entidades deverá criar uma base de dados que permita aos estudantes finalistas ficarem a par das ofertas existentes no mercado de trabalho.

O “permanente reforço” da relação entre os estudantes, a universidade e a região é outro dos aspetos que a presidente da AAUBI promete não descurar.

* Lusa

Comentar