Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 13, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Jovens da Covilhã participam em simulação de julgamento por violência no namoro

Jovens da Covilhã participam em simulação de julgamento por violência no namoro
José Lagiosa

Catorzes jovens do Tortosendo, concelho da Covilhã, vão participar ativamente na simulação de um julgamento relativo a um caso de violência no namoro, numa ação que está marcada para quarta-feira, no Tribunal da Covilhã.

A iniciativa é realizada no âmbito do projeto “Quero Saber + E5G”, envolve jovens com idades entre os 13 e os 19 anos e tem o duplo objetivo de sensibilizar para as questões relacionadas com a problemática da violência doméstica e da igualdade de género, ao mesmo tempo que proporciona aos participantes um conhecimento mais aprofundado do funcionamento da Justiça e do Direito.

“Considerámos que é uma ação muito importante que, pelo facto de ser trabalhada numa perspetiva de justiça, deverá contribuir para que cada vez mais os jovens ganhem consciência de que há determinados comportamentos que são efetivamente um crime e que têm consequências muito graves”, referiu em declarações à agência Lusa a coordenadora do projeto, Tânia Araújo.

Segundo esta responsável, a temática abordada foi selecionada pelos próprios participantes (que tinham em cima da mesa várias opções relacionadas com a cidadania) e o caso retrata vários comportamentos, que podem ocorrer em contexto real.

“É uma situação em que se regista uma escalada de violência com episódios relacionados com a leitura de mensagens de telemóvel, com o controlo de atividade nas redes sociais, com controlo e ciúmes relativos a atividades com amigos, passando pela manipulação psicológica, ao insulto e à violência física”, explicitou.

Este julgamento contará ainda com a participação de um juiz e de uma procuradora-adjunta do Ministério Público, que desempenharão as funções que desempenham nas respetivas profissões.

Já os papéis da vítima, do arguido, das testemunhas e dos advogados serão interpretados pelos jovens, que ao longo dos últimos dois meses participaram em diferentes ações de preparação, coordenadas por uma advogada.

O “Quero Saber + E5G” está no terreno desde 2013, centra-se na capacitação de crianças e jovens de bairros problemáticos na freguesia do Tortosendo, concelho da Covilhã, distrito de Castelo Branco, fazendo uma forte aposta na componente da cidadania.

O projeto tem como entidade gestora a Coolabora – Cooperativa de Intervenção Social e como entidade promotora o Agrupamento de Escolas Frei Heitor Pinto.

*Com Lusa

Comentar