Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Setembro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

PDR de Castelo Branco quer abolição de portagens na A23 após anunciados aumentos

PDR de Castelo Branco quer abolição de portagens na A23 após anunciados aumentos
José Lagiosa

O PDR de Castelo Branco reafirmou hoje a necessidade da abolição de portagens na autoestrada da Beira Interior (A23) depois do anúncio do aumento de preços em seis troços e que atingem sobretudo as empresas.

“Assiste-se agora ao aumento das portagens em seis dos troços da A23 que ficam cinco cêntimos mais caros para veículos das classes dois, três e quatro, aquelas que atingem sobretudo as empresas”, lê-se no comunicado enviado à agência Lusa.

A autoestrada A23 atravessa os distritos da Guarda, Castelo Branco, Santarém e Portalegre, e permite a ligação entre Torres Novas e a Guarda.

“O PDR reafirma a necessidade da abolição de portagens, mormente na A23. Continuará a pugnar por ela. Não calará a sua voz”, lê-se no documento.

A nota recorda que o primeiro-ministro, António Costa, disse no decorrer da campanha eleitoral “que via com bons olhos a possível mexida das portagens”, nomeadamente no interior.

“Esqueceu-se de dizer que essas mexidas seriam, no entanto, para aumentar a carga sobre as empresas e o tecido económico”, acusam.

O PDR reitera o desafio lançado recentemente aos quatro deputados, eleitos pelo círculo de Castelo Branco (dois do PS e dois do PSD), para “assumirem a sua condição de eleitos em representação da região e a tomarem iniciativas nesta matéria”.

Apelam ainda aos quatro deputados eleitos que, em alternativa, viabilizem o projeto de resolução do PCP, “em nome dos interesses e da vontade da região, em prol de uma economia regional sustentável e em nome da coerência com as políticas defendidas nas campanhas eleitorais de defesa do distrito de Castelo Branco”.

*Com Lusa

Comentar