Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 21, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

DGAV manda destruir 29 toneladas de queijo da Beira Baixa contaminados com bactéria

DGAV manda destruir 29 toneladas de queijo da Beira Baixa contaminados com bactéria
José Lagiosa

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) mandou destruir 29 toneladas de queijo produzidas na Cooperativa de Produtores de Idanha-a-Nova, devido à presença da bactéria Listeria monocytogenes, informou hoje fonte daquele organismo.

Num comunicado enviado hoje à agência Lusa, a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) explica que, no âmbito do plano de inspeção de géneros alimentícios, “foi detetada a presença da bactéria Listeria monocytogenes” em queijos produzidos pela Cooperativa de Produtores de Queijo da Beira Baixa, em Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco.

“Face à gravidade da situação encontrada, a DGAV determinou, no dia 15 de janeiro, a suspensão da atividade e a retirada do mercado de todos os produtos provenientes daquele estabelecimento [cooperativa]”, lê-se no comunicado.

A DGAV adianta que todos os lotes de queijos (29 toneladas, incluindo os produtos retirados do mercado e os que estavam em armazém), foram encaminhados para destruição.

Esta situação foi detetada, inicialmente, em dois lotes de queijos devidamente identificados, na sequência de uma colheita realizada no dia 16 de dezembro de 2015.

“Os resultados foram conhecidos a 30 de dezembro, tendo as autoridades da DGAV ordenado a retirada imediata daqueles lotes de queijos do mercado e a apreensão do restante produto proveniente dos mesmos lotes, que se encontrava ainda no estabelecimento”, explica o documento.

A DGAV sublinha ainda que foi efetuada uma nova amostragem, incidindo sobre todos os lotes de produtos armazenados na Cooperativa de Produtores de Queijo da Beira Baixa (52 no total), “da qual resultaram 39 amostras positivas à presença de Listeria monocytogenes”.

*Com Lusa

 

Comentar