Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 25, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

António Cabanas lança livro “Vale da Senhora da Póvoa e a sua romaria”

José Lagiosa

António Cabanas lançou, no passado sábado dia 14 de maio, o seu novo livro “Vale da Senhora da Póvoa e a sua romaria”.

A apresentação da obra foi o corolário das inaugurações que aconteceram, nesse mesmo dia, na aldeia, o Forno Comunitário e a Casa da Escola.

Presentes, o secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro, o presidente de Câmara de Penamacor, António Luís Soares, o antigo autarca penamacorense, Domingos Torrão, entre muitos outros convidados.

Após o almoço que reuniu mais de 200 pessoas, foi o salão da inaugurada Casa da Escola que recebeu António Cabanas e os seus convidados para a sessão de apresentação da obra.

“Este livro é indispensável para quem aprecie uma boa leitura e goste de perpetuar tudo aquilo que o Vale foi e é hoje, designadamente através da Romaria de Nossa Senhora da Póvoa”, referiu António Reis, presidente da Junta de Freguesia local.

Vale Srª da Póvoa 20

Capa do livro

António Luís Soares, presidente da Câmara Municipal de Penamacor, afirmou´, referindo-se à obra que “o que os livros têm de extraordinário é o seu poder transmissor de conhecimento e a sua capacidade de resistir ao tempo, apesar da fragilidade da matéria de que são feitos”.

“Para o povo do Vale da Senhora da Póvoa, não tenho dúvida, este é um livro abençoado, porque não só vem meter travão na voracidade do tempo e do esquecimento, como ilumina o passado de uma terra que, afinal, se revela tão antigo quanto rico em acontecimentos e personalidades”, concluiu o autarca.

A, César da Cruz, sociólogo e ex-pároco da freguesia, coube a ”tarefa” de falar do autor e da obra.

“António Cabanas pediu-me, obrigou-me, neste dia estar aqui. E eu não consegui dizer que não”, afirmou César da Cruz, acrescentado de imediato “Por vários motivos. Um pessoal para com ele, porque sempre que foi necessário eu bater-lhe à porta, ale abriu-ma”.

António Reis, António Cabanas, César da Cruz, Jorge Seguro e António Luís Soares

António Reis, António Cabanas, César da Cruz, Jorge Seguro e António Luís Soares

O livro fala “fala do religioso ao profano, do Santuário aos milagres e ex- votos, das contas da Confraria do século XVIII, da memória já esquecida pelos tempos idos, aos inventários, ao eremitão, às arrematações da Senhora da Póvoa”, avança o sociólogo.

Mas o livro é muito mais. É um brotar das mais variadas histórias e personalidades que fazem a história da povoação e do seu povo, desde os tempos mais remotos, do então Vale do Lobo.

“É uma obra fantástica que aqui temos”, sintetizou Jorge Seguro.

Depois de afirmar que “as aldeias que nós conhecemos do passado não voltam mais. O que nos habituamos a ver, por muito que nos custe, aquela aldeias não voltam a acontecer”, o secretário de Estado lançou um repto a todos os outros presidentes de freguesia do concelho que sigam o exemplo do seu colega do Vale da Senhora da Póvoa como forma de salvaguardar a memória do território e das aldeias do concelho de Penamacor.

António Cabanas encerrou a sessão traçando o caminho percorrido na feitura do livro, desde o convite até à apresentação, sem esquecer o trabalho sublime de António Nabais, autor das belas fotografias que enriquecem a obra e a colaboração de Joaquim Nabais na revisão de textos.

 

 

Comentar