Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Setembro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Livros Cotovia edita antologia “Guerra Junqueiro: A musa dual”

Livros Cotovia edita antologia “Guerra Junqueiro: A musa dual”
José Lagiosa

A editora Livros Cotovia anunciou a publicação da antologia “Guerra Junqueiro: A musa dual”, com introdução, seleção de textos e organização de A. M. Pires Cabral.

Em comunicado, a editora afirma que esta obra “procura revelar o poeta Guerra Junqueiro na plenitude das suas escolhas literárias e ideológicas, incluindo textos em verso e em prosa, esta antologia divide-se em duas partes: ‘Horas de luta’ e ‘Vibrações líricas’”.

“Na primeira, mostra-se o poeta ‘engagé’, reunindo-se nela textos combativos e indignados sobre a monarquia, a igreja e a dissolução moral, e, na segunda, de teor predominantemente lírico, bucólico e místico, estão presentes as evocações da infância, a exaltação da natureza e dos humildes, as formulações cósmicas e panteístas, e a reconciliação religiosa”, esclarece a editora.

Abílio Manuel Guerra Junqueiro (1850-1923) é “por muitos considerado o maior poeta social português do século XIX”. Estudou Teologia (1866-68), mas licenciou-se em Direito (1868-73) na Universidade de Coimbra, tendo aliado as carreiras administrativa e política à lavoura, nas suas terras de Barca de Alva, no Alto Douro.

Com o Ultimato inglês de 1890, tornou-se republicano, “denunciando a decadência do país, gozou de grande popularidade na sua época granjeando o reconhecimento de importantes escritores seus contemporâneos como Camilo Castelo Branco, Eça de Queirós e Teixeira de Pascoaes”.

 

Comentar