Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Agosto 20, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Relações entre a Saúde Mental e a Delinquência Juvenil em discussão no Porto

Relações entre a Saúde Mental e a Delinquência Juvenil em discussão no Porto
José Lagiosa

O 5º Congresso Internacional da  European Association for Forensic Child and Adolescent Psychiatry, Psychology and other involved Professions (EFCAP), vai decorrer na Faculdade de Medicina do Porto, nos próximos dias 11, 12 e 13 de maio.

Em discussão vão estar os desafios que se colocam à Psiquiatria e Psicologia Forense no âmbito da intervenção terapêutica junto da população jovem delinquente.

Organizada em conjunto pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (UC) e pelo Departamento de Psicologia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a iniciativa reúne os mais reputados especialistas do mundo, desde a Austrália e América Latina até aos EUA e Japão, que trabalham quer com jovens agressores quer com jovens vítimas.

Ao longo dos três dias do congresso, dividido por sete grandes temas, entre os quais avaliação e tratamento de jovens agressores, gestão da agressão em crianças e adolescentes e processos neurobiológicos em jovens antissociais, vão ser apresentados 250 trabalhos científicos.

Tendo em conta toda a complexidade que envolve a delinquência juvenil, o congresso pretende “criar pontes entre os vários profissionais que trabalham com esta problemática e os decisores políticos, no sentido de se encontrar uma resposta única para esta área da justiça juvenil”, afirmam Daniel Rijo, Nélio Brazão e Ricardo Barroso, responsáveis pela organização.

“É necessário apostar em novos modelos de intervenção na reabilitação de agressores juvenis e em novos programas de proteção de jovens vítimas de crime. Vários estudos mostram que a prevalência de perturbações mentais nesta população é muito elevada, o que significa que não basta atuar nos problemas de comportamento. É essencial implementar políticas de intervenção em Saúde Mental no Sistema de Justiça Juvenil”, defendem os especialistas em Psicologia Forense da UC e da UTAD.

Dos especialistas que vão estar presentes no Porto, destaque para Ton Liefaard, gestor da Cátedra UNICEF em Direitos da Criança da Universidade de Leiden, e Essi Viding, especialista em Psicopatia e Genética da University College London.

O programa integral está disponível em: www.efcap2016.com.

 

 

Comentar