Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 10, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Ex-presidente da Câmara da Covilhã conhece hoje sentença por alegado crime de difamação

Ex-presidente da Câmara da Covilhã conhece hoje sentença por alegado crime de difamação
José Lagiosa

O ex-presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Carlos Pinto, conhece hoje a sentença relativamente à acusação da prática de um crime de difamação agravada que alegadamente pôs em causa o bom nome do atual presidente, Vítor Pereira.

O ex-autarca está acusado de ter cometido o crime durante a campanha para as eleições autárquicas de 2013, quando terá acusado o então cabeça-de-lista do PS – Vítor Pereira – de ter facultado à Câmara de Lisboa o dossiê referente à implementação do Data Center da Portugal Telecom, isto durante um comício de um candidato independente que Carlos Pinto apoiava.

Durante o julgamento, o ex-autarca considerou que está “injustamente acusado”, lembrou que as afirmações foram proferidas em contexto de campanha e que não visavam uma pessoa específica.

Após as alegações finais, que se realizaram no dia 01, reiterou que nunca quis ofender ninguém e reafirmou que o que pretendeu “foi chamar a atenção da comunidade para as responsabilidades da circunstância da escolha”.

Já o MP sublinhou que da prova produzida “não pode restar qualquer dúvida” de que os factos “foram efetivamente cometidos” e pediu a condenação, mediante a aplicação de uma pena de multa.

Pedido que foi seguido pelo advogado de Vítor Pereira, que, sem definir a medida da pena, disse que o mais importante é que se saiba que “Carlos Pinto difamou Vítor Pereira”.

Em contrapartida, o advogado de defesa sublinhou que o crime “não resulta provado” e pediu a absolvição.

A leitura da sentença está marcada para hoje às 14:00, no Tribunal da Covilhã.

*Lusa

Comentar