Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 26, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Universidade da Beira Interior lidera sete projetos de investigação financiados

Universidade da Beira Interior lidera sete projetos de investigação financiados
José Lagiosa

A Universidade da Beira Interior vai liderar sete projetos de investigação, depois de as candidaturas terem sido aprovadas pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), anunciou hoje aquela instituição de ensino superior sediada na Covilhã.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a UBI adianta que no total integra 12 projetos de investigação, que envolvem um financiamento de quase um milhão de euros por parte da FCT e do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020).

“Deste conjunto, sete são liderados pela UBI e os restantes vão funcionar em consórcio com outras instituições, nomeadamente as universidades de Aveiro, Lisboa, Minho, Trás-os-Montes e Alto Douro e a FARM ID – Associação da Faculdade de Farmácia”, especifica a nota de imprensa.

De acordo com a informação, a área da saúde teve o maior número de candidaturas aprovadas, num total de cinco, seguindo-se engenharia informática com quatro, engenharia mecânica com três e uma de ciências sociais e humanas.

A UBI sublinha ainda que estes resultados representam “francas melhorias” relativamente aos últimos concursos realizados pela FCT, crescimento que a instituição pretende continuar a alcançar.

“As aprovações de projetos deste ano estão dentro da média das outras instituições, mas temos de aumentar a taxa de sucesso porque temos o potencial para isso”, refere Paulo Moniz, vice-reitor para Área da Investigação, citado na nota de imprensa.

Sublinhando a importância de a instituição estar envolvida em projetos apoiados pela FCT, este responsável assume que para o futuro a UBI quer “ter mais projetos e consequente transferência de conhecimento e tecnologia, na forma de patentes, e parcerias com empresas, em programas doutorais e de mestrado”.

*Lusa

Comentar