Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 22, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Arqueólogo Luís Raposo eleito para a presidência do ICOM Europa

Arqueólogo Luís Raposo eleito para a presidência do ICOM Europa
José Lagiosa

O arqueólogo e museólogo português Luís Raposo foi eleito ontem, em Milão, Itália, para a presidência do Conselho Internacional de Museus – ICOM Europa, a maior organização internacional do setor.

A candidatura, a primeira de um português à presidência do ICOM Europa – entidade com estatuto consultivo no âmbito das Nações Unidas -, foi votada no âmbito das atividades paralelas da Conferência Trienal Mundial do ICOM, que se realizou em Milão.

Foi a primeira vez que um português vai desempenhar a função de tão elevada responsabilidade, na organização do ICOM.

Luís Raposo, 60 anos, arqueólogo, ex-diretor do Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa, trabalha no setor há 40 anos e é atualmente vice-presidente da Associação dos Arqueólogos Portugueses.

É professor convidado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, membro do Conselho Consultivo da Comissão Nacional Portuguesa da UNESCO, e colaborou na instalação de museus de arqueologia locais e regionais.

O ICOM – sigla da designação, em inglês, da organização Internacional Council of Museums – é a maior organização internacional de museus e de profissionais de museus, dedicada à preservação e divulgação do património natural e cultural mundial, “do presente e do futuro, tangível e intangível”, como se lê no seu sítio na internet.

Criado em 1946, o ICOM é uma organização não-governamental, que mantém relações formais com a organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), e tem estatuto consultivo no Conselho Económico e Social das Nações Unidas.

 

Comentar