Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 7, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Comunidade das Beiras e Serra da Estrela debate acessos à Torre em dias de neve

Comunidade das Beiras e Serra da Estrela debate acessos à Torre em dias de neve
José Lagiosa

Assembleia da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) vai promover um debate no ponto mais alto da Serra da Estrela, a Torre, para abordar a temática dos acessos em dias de neve.

O debate, agendado para o dia 09 de setembro, às 10:00, para o auditório da Torre, foi convocado para procurar dar respostas para a questão dos acessos ao maciço central da Serra da Estrela, que costumam ficar intransitáveis com a queda de neve e originam “consequências para a imagem e economia da região”.

O presidente da Assembleia da CIM-BSE, Mário Jorge Branquinho, disse hoje à agência Lusa que decidiu marcar o debate para o ponto mais alto de Portugal continental porque “é lá que está o problema, que se arrasta há décadas – que é a dificuldade de acessos quando cai neve”.

“Com as alterações climáticas, tem diminuído de forma acentuada a queda de neve na Serra da Estrela, mas, mesmo assim, sempre que cai neve, são cortados os acessos ao maciço central, impedindo o acesso das pessoas àquele ponto”, refere.

O responsável lembra que naquela serra “está a única estância de esqui em Portugal e que, por isso, importa desencadear mecanismos para que as pessoas possam chegar lá quando neva e não apenas quando não há neve”.

“Importa perceber o que pode ser feito, mantendo obviamente as questões de segurança”, disse.

O atual estado da situação, a avaliar pelas queixas de comerciantes e de hoteleiros, “traz consequências negativas” para a economia da região e é “uma má imagem para o turismo”.

“O governo [liderado por António Costa] não pode continuar como os outros governos, sem dizer nada, sem intervir”, aponta também o dirigente, salientando a importância do debate sobre o tema “para ver se esta questão dos acessos à Torre não constitui parte do anedotário português, como já se tem visto em algumas rábulas da ‘stand up comedy’ em Portugal: ‘Nevou? Vai fechar a estrada!'”.

O tema é discutido no verão por o responsável considerar que os assuntos “devem ser debatidos fora das épocas críticas”.

“Por isso, depois da época dos flagelos dos fogos, é oportuno ver o que pode ser feito para melhorar a intervenção no frio, na limpeza da neve”, justifica.

A Assembleia da CIM-BSE considera que a jornada será “de elevada importância e uma oportunidade para juntar vários intervenientes e procurar respostas para um problema que prevalece há várias décadas e com consequências para a imagem e economia da região”.

O ministro das Infraestruturas de Portugal, Pedro Marques, foi convidado a participar no debate, tal como os deputados eleitos pelos distritos da Guarda e de Castelo Branco, os autarcas, os empresários e os responsáveis por entidades relacionadas com a temática.

A CIM-BSE, com sede na Guarda, é constituída por 12 municípios do distrito da Guarda (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Mêda, Pinhel, Seia, Sabugal e Trancoso) e por três do distrito de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão).

Comentar