Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Abril 10, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Empresa de Castelo Branco desenvolve sistema de rega inteligente para o município

José Lagiosa

Castelo Branco inaugurou ontem um sistema desenvolvido por uma ‘startup’ para rega dos espaços verdes, controlado por ‘tablet’ e que integra um pluviómetro para aproveitamento da água das chuvas.

O novo sistema de rega inteligente, que integra o projeto “Castelo Branco Smart City”, entrou hoje em funcionamento no Parque Urbano das Violetas, uma das muitas zonas verdes da cidade e, segundo os seus autores, irá permitir uma maior racionalidade nos gastos de água e uma melhora na gestão dos recursos humanos.

“Este é um novo projeto que visa a sustentabilidade ambiental. Este sistema de rega inteligente é para se estender, aos poucos, a toda a cidade [zonas verdes] de Castelo Branco”, explicou o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, salientando que o projeto foi desenvolvido pela Allbesmart, uma ‘startup’ tecnológica que nasceu há dois anos e que se encontra instalada no Centro de Empresas Inovadoras (CEI) de Castelo Branco.

O sistema permite que um operador faça toda a gestão de rega da zona verde por controlo remoto, através de um computador, ‘tablet’ ou ‘smartphone’, sem que seja necessário deslocar-se ao local, tal como acontecia até agora, em que tinha e acionar manualmente cerca de 40 pontos diferentes. Possui também um pluviómetro, que, sempre que chove, bloqueia o sistema de rega da zona verde.

“Hoje, através de um ‘smartphone’ conseguimos gerir e ligar todo o sistema de rega o que se traduz em maior eficiência, poupança de água e eficácia”, sustentou o autarca.

Mas, além desta inovação, a Allbesmart acrescentou ainda uma rede de ‘wi-fi’ gratuita no Parque Urbano das Violetas, cuja alimentação elétrica é feita através de painéis solares.

Segundo Paulo Marques, um dos responsáveis pela ‘startup’, como necessitavam de Internet para o sistema, desenvolveram duas antenas com acumuladores que utilizam a energia solar para fazer a alimentação elétrica.

Contudo, apesar de gratuito, os utentes para terem acesso à rede têm que responder a uma de 30 questões que a empresa selecionou sobre a cidade e a história de Castelo Branco.

A Allbesmart, além de desenvolver o sistema ao longo de seis meses, conjuntamente com o município, deu também formação aos operadores.

*Lusa

Comentar