Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Fernando Jorge relembra ao Governo projetos pendentes em Oleiros

Fernando Jorge relembra ao Governo projetos pendentes em Oleiros
José Lagiosa

O presidente da Câmara Municipal de Oleiros, Fernando Jorge questionou o secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural sobre um conjunto de projetos a aguardar resposta do Governo, durante a sessão que antecedeu a inauguração da 16ª Feira do Pinhal, na última quarta feira.

Situações como o Centro Nacional de Duplo Diagnóstico em Oleiros (que não existe em nenhum concelho do país); a oferta de uma nova ambulância do INEM; o diferimento para a produção de biomassa e ainda o apoio na requalificação de algumas estradas do concelho, vitais para impulsionar a exportação de madeiras e seus derivados, foram algumas dos projetos referidos.

Por seu turno, o secretário de Estado mencionou naturalmente a importância da floresta, nomeadamente num território tão rico nesse aspeto como é Oleiros.

Neste âmbito, elogiou ainda o longo percurso que o concelho tem feito, seja na existência de uma ZIF (zona de intervenção florestal) que cobre 15% do concelho, seja na criação de uma associação de produtores florestais de primeira geração (APFAM). Tendo como certo o desafio que é a floresta, em todas as suas vertentes, referiu o cadastro rústico como a mais premente e que está a ser analisada no sentido de avançar em parceria com diversas identidades, tendo frisado as freguesias como um polo âncora decisivo.

O responsável pela pasta das Florestas e do Desenvolvimento Rural, acabou por anunciar a criação de incentivos para o Jovem Empresário Rural, sublinhando que esta medida não se destina apenas a jovens agricultores, mas também para todos aqueles que invistam em territórios de baixa densidade seja em que área for.

Por fim, lembrou ainda que “o governo irá contratualizar um conjunto de iniciativas de âmbito profissional, num valor de 15 a 18 milhões de euros, na sequência de concursos que foram abertos no valor de 25 milhões de euros”.

 

Comentar