Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 11, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

II Liga: Ex-primodivisionários Académica e União entram com ‘pé direito’

II Liga: Ex-primodivisionários Académica e União entram com ‘pé direito’
José Lagiosa

As duas equipas que desceram à II Liga de futebol na época passada, Académica e União da Madeira, entraram com o ‘pé direito’ na edição 2016/17, ao vencerem hoje, fora de casa, o Olhanense e o Freamunde.

A equipa de Coimbra, sob o comando técnico do ex-internacional Costinha, foi a Olhão somar três preciosos pontos com uma vitória por 2-1, perante um adversário que na época passada andou nos lugares cimeiros a lutar pela subida.

A maior eficácia dos ‘estudantes’ foi determinante para o êxito, bem como a produtividade da sua dupla de ataque formada por Rui Miguel e Tó Zé Marreco, autores dos dois golos, aos 41 e 66 minutos, em contraponto com algum desperdício na finalização dos algarvios que ainda chegaram ao empate aos 52, por González Prado.

Quanto à formação madeirense, também ela com novo treinador, Filó, que curiosamente treinou o Freamunde, onde foi despedido ao fim de duas jornadas na época passada, seu adversário de hoje, venceu graças a um golo marcado no último minuto, por Tales.

O Freamunde foi superior na maior parte do tempo, mas o União defendeu sempre bem e teve a sorte e o mérito de manter a sua baliza inviolada e surpreender o adversário mesmo em cima do final da partida, repetindo a vitória mínima obtida uma semana antes em jogo da segunda eliminatória da Taça da Liga.

Quem também entrou com o ‘pé direito’ na competição foi o Portimonense, treinado pelo técnico Vítor Oliveira – especialista em subir equipas ao escalão principal, como sucedeu nas duas épocas anteriores com o União da Madeira e o Desportivo de Chaves –, que foi à Academia de Alcochete impor-se ao Sporting B por 2-1, graças a um ‘bis’ de Pires.

A equipa ‘leonina’ foi a primeira a marcar, aos 18 minutos, por Bilal, novo reforço contratado ao Sporting da Covilhã, mas o Portimonense mostrou ser uma equipa mais madura e consistente e deu a volta ao resultado na segunda parte com dois golos de Pires aos 56 e 77 minutos.

Surpresa protagonizou o Vizela, recém-promovido à II Liga, que foi a Viseu vencer o Académico local por 1-0 no regresso aos campeonatos profissionais, graças a um golo de João Vieira, aos 49 minutos, cujo mérito foi mesmo esse, marcar, numa partida com várias oportunidades de golos para os dois lados e muita ineficácia finalizadora.

Um autogolo de Zarabia aos 77 minutos valeu ao Penafiel uma vitória na receção ao Sporting da Covilhã, a ‘trair’ o guarda-redes Hugo Marques, contratado aos angolanos do Kabuscorp, que foi a principal figura da partida com um punhado de defesas que evitaram uma derrota mais pesada à equipa serrana.

Outro regresso positivo ao segundo escalão do nosso futebol foi o do Fafe, que foi ao terreno do Sporting de Braga B impor um empate a um golo, tendo sido a primeira equipa a marcar, aos 38 minutos, por Alan Júnior, só cedendo na segunda parte, quando a formação bracarense empatou aos 67 minutos, por Joca.

Num jogo à porta fechada, o primeiro de dois de castigo que foram aplicados pela justiça desportiva ao Leixões, registou-se um nulo entre a equipa de Matosinhos e o Famalicão, enquanto o Santa Clara fez valer o fator casa ao vencer por 2-1 na receção ao Vitória de Guimarães B.

Finalmente, o Gil Vicente venceu o Varzim à custa de um autogolo do ‘poveiro’ Delmiro, logo aos quatro minutos, ao passo que o Benfica B não conseguiu materializar o domínio que exerceu sobre o recém-promovido Cova da Piedade, que conseguiu levar do Seixal um precioso ponto à conta do empate a um golo registado no final da partida.

*Lusa

 

Comentar