Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 25, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Medronho e Castanha, em Oleiros durante três dias, para todos os gostos

Medronho e Castanha, em Oleiros durante três dias, para todos os gostos
José Lagiosa

Castanha assada, crua ou pilada; medronheiros, medronhos ou aguardente de medronho.

No fim-de-semana a Mostra do Medronho e da Castanha demonstrou que o potencial destes dois frutos não se esgota.

Os expositores atestaram isso mesmo, aplicando o medronho e a castanha no artesanato ou transformando em bolos, compotas e licores que fizeram as delícias das centenas de visitantes que passaram por Oleiros entre a última sexta-feira e domingo.

O alambique à entrada do recinto, mostrava o processo de destilação da aguardente de medronho que tem já uma forte tradição de fabrico no nosso concelho.

Foi nesse sentido que decorreu o colóquio “Qualidade da Aguardente de Medronho e outras potencialidades” no sentido de garantir a sua qualidade enquanto elemento diferenciador e catalisador de potencialidades para a fileira do medronho.

Chef Cátia Goarmon em plena demonstração

Chef Cátia Goarmon em plena demonstração

No entanto, além da tradição, a inovação também teve espaço com cozinha ao vivo dedicada a “Descobrir a Castanha e o Medronho” através das mãos da chef Cátia Goarmon cuja plateia atenta procurava entender os truques de confeção destes dois produtos.

Mais tarde foi tempo de colocar a teste as aptidões dos oleirenses no concurso gastronómico que apurou as três melhores receitas a concurso.

A cultura é sempre um setor em que o Município de Oleiros procura apostar, sendo que, nesta Mostra, houve lugar para hip-hop, comédia, bombos, música ao vivo, tunas e também para duas associações que em muito dignificam a nossa tradição e cultura: Rancho Folclórico e Etnográfico de Oleiros e Sociedade Filarmónica Oleirense.

O desporto é outra área de interesse tanto dos conterrâneos como de quem visita Oleiros pelo que a caminhada “Rota do Medronho” deu a conhecer, não só os trilhos da freguesia da Madeirã, mas também a destilaria da Silvapa que ali se localiza.

Toda a vila entrou no espírito outonal do Medronho e da Castanha através da decoração de montras do comércio local, também premiadas pela originalidade e criatividade.

A restauração não podia ficar de fora, dando a conhecer estes dois produtos integrados na ementa de nove restaurantes aderentes.

Assim, a Mostra do Medronho e da Castanha demonstrou o potencial que representa no sentido de impulsionar a economia local e de familiarizar oleirenses e turistas com produtos que representam cada vez mais o concelho.

Comentar