Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 1, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Cristiano Ronaldo é “o exemplo maior do futebol contemporâneo” diz Liga

Cristiano Ronaldo é “o exemplo maior do futebol contemporâneo” diz Liga
José Lagiosa

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) regozijou-se hoje com a eleição de Cristiano Ronaldo como o melhor do mundo em 2016, considerando-o “o exemplo maior do futebol contemporâneo”.

“Cristiano Ronaldo é o exemplo maior do futebol contemporâneo, não só de Portugal, mas de todo o mundo”, disse Pedro Proença, presidente da LPFP, após o anúncio da FIFA, na sua gala em Zurique, Suíça.

O dirigente e antigo árbitro é perentório: “É, para mim, o melhor há já muitos anos. Não só pela afinidade lusitana, que conta sempre nas escolhas pessoais, mas por ser um humano fantástico, não só como atleta, mas também como pessoa.

Ronaldo tinha como rivais o argentino Lionel Messi (Barcelona) e o francês Antoinne Griezmman (Atlético de Madrid).

Segundo Pedro Proença, o madeirense “representa tudo o que a competência, o trabalho e o talento podem almejar, quando se fundem num só ser”.

“Cristiano Ronaldo ganha porque trabalha mais e melhor do que todos; conquista porque é líder entre irmãos; vence porque tem padrões de conduta e um coração nobre”, realça.

O presidente da LPFP diz ainda que o prémio a Cristiano Ronaldo é também “o coroar de um coletivo”, referindo-se ao título europeu da seleção, à qual o seu capitão “emprestou toda a sua valia e valentia”.

“Se os seus colegas replicaram o seu talento e a sua nobreza no Stade de France, em Paris, então este seu prémio é, também, do punhado de bravos portugueses que honraram anos e anos de futebol luso”, conclui.

Em relação a Fernando Santos, também finalista nos prémios FIFA, cujo título de melhor treinador do mundo foi entregue ao italiano Claudio Ranieri (Leicester), palavras de apreço ao selecionador que aplaudiu o adversário, tal como o outro finalista, Zinedine Zidane (Real Madrid).

“Saúdo toda a caminhada do nosso selecionador Fernando Santos e jamais alguém lhe poderá tirar o mérito de nos ter feito campeões. Comandar uma equipa de bravos portugueses, em terreno adverso até à final e – sobretudo, na final – sair vencedor não é só uma questão de excelência de caráter: é saber, conhecimento e liderança diante dos mais elevados níveis de exigência”, elogiou.

Pedro Proença destaca o “valor imenso” de Fernando Santos e garante que o país se sente “honrado com o seu trabalho”.

*Lusa

Comentar