Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Outubro 19, 2017

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Penamacor destaca crescimento superior a 69% nas exportações

José Lagiosa

O presidente da Câmara Municipal de Penamacor, António Luís Beites (PS), considerou hoje “uma excelente notícia” que o concelho tenha registado um crescimento superior a 69% nas exportações entre 2013 e 2015.

“O ímpeto de crescimento nas nossas empresas colocou Penamacor no primeiro lugar do crescimento das exportações em toda a região. Para um concelho como o de Penamacor, envelhecido e cada vez mais despovoado, eu creio que liderarmos a tabela da região em termos de crescimento de exportações (…) é algo muito considerável e que nos coloca ao nível dos concelhos com maior crescimento em todo o país”, afirmou.

O autarca deste concelho do distrito de Castelo Branco falava durante a reunião do executivo, tendo ainda salientado que o mérito é sobretudo dos empresários, que “de forma empenhada e dedicada têm contribuído para que este resultado seja possível”.

Citando os números que recentemente foram tornados públicos, António Luís Beites frisou que no concelho as exportações passaram de um valor de 1,388 milhões de euros para 2,348 milhões de euros.

“É de facto uma excelente notícia e o município não faz mais do que a sua obrigação quando dá todo o apoio possível aos empresários”, acrescentou.

António Luís Beites vincou ainda que alguns têm candidaturas e projetos de investimento em curso, pelo que se mostrou confiante de que no futuro as exportações aumentem e que o número de postos de trabalho no concelho também cresça.

Segundo referiu, este crescimento relativo às exportações regista-se essencialmente no setor do agroalimentar com produtos como o azeite, a azeitona, o mel e o queijo, bem como na área do têxtil, graças a uma empresa fabricante de telas e embalagens.

Dados que também agradam aos vereadores eleitos pela coligação “Juntos por Penamacor”, que elogiaram “a competência, dedicação e profissionalismo” dos empresários do concelho, além de terem reiterado a ideia de que o município deve implementar uma estratégia de apoio e captação de investimento para que os “sinais positivos e encorajadores demonstrados” possam manter-se.

“Apesar de tudo, infelizmente para todos, a economia do nosso concelho continua num estado muito incipiente e qualquer variação permite aumentos significativos, portanto desejamos que a economia do concelho ganhe uma nova dinâmica e se afirme no contexto regional, nacional e, porventura, internacional”, apontou o vereador da coligação, Vítor Gabriel.

*Lusa

Comentar

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.