Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 26, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Autarca de Alcácer do Sal quer concurso público “célere” para requalificar IC1

Autarca de Alcácer do Sal quer concurso público “célere” para requalificar IC1
José Lagiosa

O autarca de Alcácer do Sal, Vítor Proença, defendeu hoje que o concurso público para a requalificação do Itinerário Complementar (IC) 1, anunciado para abril, deve ser “célere” para que “as obras comecem o mais cedo possível”.

O autarca falava à agência Lusa a propósito do anúncio feito, na quarta-feira, pela Infraestruturas de Portugal (IP) de que o concurso público para a empreitada de requalificação do IC1 entre Alcácer do Sal e Grândola, no valor de seis milhões de euros, vai ser lançado em abril, após o Tribunal de Contas ter dispensado “a necessidade de visto prévio ao contrato renegociado da subconcessão do Baixo Alentejo”.

Enquanto trata dos procedimentos para avançar com a empreitada de requalificação e tendo em conta o “atual estado de conservação deficitário do lanço do IC1” entre Alcácer do Sal e Grândola, no distrito de Setúbal, a IP indicou que vai avançar com “uma intervenção com caráter de urgência” para “eliminar ou mitigar boa parte dos atuais problemas da via”.

A intervenção, “a concretizar já a partir de abril”, vai consistir numa “obra de reabilitação funcional da estrada”, com a correção pontual do pavimento, o nivelamento e regularização da plataforma rodoviária e das bermas.

Hoje, em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Alcácer do Sal, afirmou que “é urgentíssimo que o processo de concurso, a ser lançado em abril, seja rápido para que as obras de fundo comecem o mais cedo possível”.

“Entendemos que remendos não são a solução e, por isso, alertamos que obras de curto prazo para remendar são só isso, para remendar, mais nada”, disse Vítor Proença.

Congratulando-se por estar “a ser ouvida a luta” e “empenho” de autarcas locais e das comissões de utentes, o presidente do município de Alcácer do Sal prometeu continuar a “acompanhar de muito perto esta intervenção”, sobre a qual quer saber “mais detalhes”.

“Tem que nos ser dada a informação da área de intervenção”, disse, considerando não estar claro em que zona do concelho de Alcácer do Sal começa a obra e em que zona de Grândola acaba.

Embora reconheça a importância de “efetuar remendos agora”, para “salvaguardar a segurança”, tendo em conta “o estado péssimo” da via, o autarca considera que isso não retira urgência à “obra de fundo” de requalificação do IC1.

*Lusa

Comentar