Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Dezembro 18, 2018

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Castelo Branco expõe pela primeira vez em Portugal o “Cântico dos Cânticos”

Castelo Branco expõe pela primeira vez em Portugal o “Cântico dos Cânticos”
José Lagiosa

A primeira exposição bibliográfica sobre “O Cântico dos Cânticos” em Portugal está patente ao público na Biblioteca Municipal de Castelo Branco, onde estão reunidas mais de uma centena de obras editadas em Portugal e no Brasil.

A exposição, que vai estar patente ao público até ao dia 24 de março, reúne mais de uma centena de obras da coleção privada do poeta albicastrense Gonçalo Salvado sobre esta temática, onde foram privilegiadas obras em língua portuguesa editadas em Portugal e no Brasil.

“É a primeira exposição bibliográfica e iconográfica [do Cântico dos Cânticos] em Portugal e, creio eu, no Brasil. O Cântico dos Cânticos está associado à nossa região, porque a Igreja de Oleiros (Castelo Branco) possui um conjunto de painéis alusivo à temática que está considerado pelos especialistas como sendo de grande importância e relevância para a história da azulejaria portuguesa”, disse hoje à agência Lusa o poeta Gonçalo Salvado.

“O Cântico dos Cânticos”, um poema de amor legado pelo Antigo Testamento e atribuído pela tradição bíblica a Salomão, evidencia a sua presença em Portugal, documentada nesta mostra desde o século XVIII, quer no plano das versões e traduções, quer na poesia, no teatro e no ensaio até ao presente.

“De facto, ‘O Cântico dos Cânticos’ é um dos textos que mais influenciou e continua a influenciar a minha poesia. É uma paixão muito antiga. Realço e dou o exemplo de Leonardo Coimbra, o conjunto de poemas em prosa ‘Adoração’, que considero ser o mais belo da literatura portuguesa que se inspirou no ‘Cântico dos Cânticos’ e que está presente desde a primeira à última linha”, frisou.

Exposição Cântico dos Cânticos na Biblioteca Municipal de Castelo Branco

O poeta albicastrense tenciona por em itinerância esta exposição e adiantou que está em estudo uma exposição internacional sobre a temática: “Está em estudo, iniciado com o anterior diretor da Gulbenkian uma exposição internacional sobre o Cântico dos Cânticos. Está em negociações e vamos ver como é que vai ser decidido”.

No que diz respeito à cultura portuguesa, “O Cântico dos Cânticos” tem vindo a afirmar-se como uma marca estruturante do imaginário português, presente não só na poesia medieval, mas em toda a poesia e em todas as expressões culturais posteriores.

O poeta apresentou recentemente em Castelo Branco o seu mais recente livro, “Cântico dos Cânticos”, com desenhos de João Cutileiro, uma edição bilingue, português/hebraico, patrocinada pelo município local a propósito e no contexto da inauguração da Casa da Memória da Presença Judaica em Castelo Branco.

*Lusa

Comentar