Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 10, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Famalicão e Covilhã empatam 2-2 em jogo tenso e disputado até último segundo

Famalicão e Covilhã empatam 2-2 em jogo tenso e disputado até último segundo
José Lagiosa

Famalicão 2 – Sporting da Covilhã 2

Famalicão e Sporting da Covilhã empataram hoje 2-2, em jogo da 30.ª jornada da II Liga portuguesa em futebol, cuja reta final ficou marcada por muita tensão, com os famalicenses a garantirem o empate nos descontos.

Harramiz inaugurou o marcador para o Covilhã, aos 19 minutos, com um golo que surgiu contra a corrente de jogo. O Famalicão ameaçava muito, impunha-se, mas não marcava, até que Tozé Marreco, aos 68, conseguiu o empate, mas, segundos depois, aos 69, Erivelto fez o 2-1.

O empate final acabaria por ser assinado por Mércio, que ‘estourou’ direto à baliza, numa recarga a um pontapé de grande penalidade, que Jorge Miguel atirou ao poste (90+6).

Num jogo em que Fábio Veríssimo mostrou 12 cartões amarelos e um vermelho, a fase mais tensa foi mesmo a final, já a equipa visitante estava reduzida a dez jogadores por expulsão de Mike. E, após o apito final, que se ouviu segundos depois do 2-2, foi notória a tensão a caminho do túnel com troca de encontrões e palavras.

O Famalicão mostrou mais garra desde início, e Carlão podia ter marcado por duas vezes (10 e 17 minutos) mas foi traída por um disparate do central Vilaça, que facilitou no atraso para Victor Braga sem ver que Harramiz, avançado são-tomense muito rápido, perseguia a bola, culminando num remate rasteiro mas certeiro (19).

A equipa minhota ‘encostou’ o Sporting da Covilhã à sua zona defensiva e, antes do intervalo, uma oportunidade para cada lado: aos 37, Chaby rematou forte para defesa apertada do guardião local e, dois minutos depois, aos 39, Mendes rematou após cruzamento de Daniel mas Igor Rodrigues também estava atento.

A turma famalicense entrou com muita ambição no segundo tempo e a arriscar tudo, aliás Nandinho apostou na entrada de um segundo ponta de lança e Tozé Marreco e Carlão passaram a dividir a dianteira de jogo, ‘sufocando’ a defensiva do Sporting da Covilhã, que às tantas também passou a jogar com três centrais graças à entrada de Zarabi.

Aos 68, Tozé Marreco, após um livre muito bem executado que era quase ‘meio golo’ de Gevaro, não errou a pontaria, mas a festa caseira durou pouco porque alguns segundos depois, Erivelto colocou de novo a turma de Filipe Gouveia na frente ao completar um passe de Diarra (69 minutos).

O poste também negou o golo ao Famalicão, primeiro quando Mendes rematou cruzado (73 minutos) e depois quando Carlão cabeceou (90), mas cinco minutos depois de esgotado o tempo regulamentar Mendes sofreu falta de Zarabi na área.

Na marcação da grande penalidade, foi outra vez o poste a negar o golo, mas Mércio ‘agigantou-se’, apareceu enquadrado com a baliza e ‘fuzilou-a’ na recarga conseguindo o 2-2.

Jogo no Estádio Municipal de Famalicão, em Vila Nova de Famalicão.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores: 0-1, Harramiz, 19 minutos;1-1, Tozé Marreco, 68; 1-2, Erivelto, 69; 2-2, Mércio, 90+6.

Equipas:

– Famalicão: Victor Braga, Daniel, Vilaça, Quichini, Jorge Miguel, Vítor Lima, Perre (Mércio, 75), Diogo Cunha (Tozé Marreco, 56), Feliz (Gevaro, 56), Carlão e Mendes.

(Suplentes: Efremov, Joel, Ângelo, Mércio, Gevaro, Chico e Tozé Marreco).

Treinador: Nandinho.

– Sporting da Covilhã: Igor Rodrigues, Mike, Zé Pedro, Joel, Soares, Diarra, Gilberto, Harramiz, Chaby (Zarabi, 66), Medarious (Marcilio, 86) e Erivelto (Ponde, 76).

(Suplentes: Hugo Marques, Pintassilgo, Ponde, Prince, Zarabi, Sambinha e Marcilio).

Treinador: Filipe Gouveia.

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Perre (2), Chaby (9), Mike (18 e 85), Erivelto (32), Feliz (33), Medarious (42), Jorge Miguel (57), Diarra (81), Carlão (84), Joel (89) e Zarabi (90+5). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Mike (85).

Assistência: 2.256 espetadores.

*Lusa

Comentar