Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Maio 22, 2018

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Programa-piloto do Parque da Peneda-Gerês com financiamento de 8,6 ME

Programa-piloto do Parque da Peneda-Gerês com financiamento de 8,6 ME
José Lagiosa

O ministro do Ambiente disse hoje que, no âmbito do programa-piloto de combate estrutural aos incêndios, foram lançados concursos para o Parque Nacional da Peneda-Gerês, cujo financiamento total ronda os 8,6 milhões de euros.

“Foram lançados ontem [segunda-feira] os concursos para a recuperação de algumas das áreas mais emblemáticas do parque que foram afetadas por fogos florestais. Refiro-me, concretamente, à recuperação das matas do Mezio e do Ramiscal e também aos programas de recuperação das matas de teixos e de prevenção estrutural da Mata Nacional do Gerês (…)”, afirmou João Pedro Matos Fernandes.

O governante, que falava em Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco, durante a assinatura do protocolo do projeto-piloto de gestão colaborativa do Parque Natural do Tejo Internacional (PNTI), adiantou que foram ainda lançados concursos para a contratação de 50 elementos para o corpo de prevenção estrutural de combate a incêndios que estarão no terreno um mês antes do início da época crítica.

“Estas são iniciativas que fazem parte do plano piloto da Peneda-Gerês, que aprovámos em Conselho de Ministros de 27 de outubro do ano passado no âmbito da reforma da floresta que o governo aprovou”, frisou.

O ministro sublinhou ainda que tem um financiamento total de 8,6 milhões de euros, grande parte do qual assegurado pelo fundo ambiental.

A intervenção na Peneda-Gerês conta ainda com programas em curso direcionados às autarquias e à capacitação socioeconómica das populações que residem e trabalham na área do parque.

“Porque é nosso entendimento, desde sempre, que só com o envolvimento das populações locais poderemos prosseguir a missão de valorizar e recuperar os habitats naturais. No Parque Nacional da Peneda-Gerês, como no resto das áreas protegidas. E é por isso que estamos hoje, aqui, a iniciar a reforma da sua gestão”, concluiu.

*Lusa / Foto: jn.pt

 

Comentar