Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Abril 26, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Empresa paquistanesa investe dois milhões em Proença-a-Nova

Empresa paquistanesa investe dois milhões em Proença-a-Nova
José Lagiosa

Uma empresa paquistanesa de produtos alimentares instalou-se em Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, num investimento de dois milhões de euros que vai criar já 20 postos de trabalho, foi hoje anunciado.

A Grainz está instalada num pavilhão com 2.400 metros quadrados, no Parque Empresarial de Proença-a-Nova (PEPA), sendo que o município local investiu 120 mil euros na recuperação da infraestrutura que foi cedida à empresa paquistanesa de produtos alimentares.

“Estamos a dar o pontapé de saída deste investimento em que cereais como arroz, lentilhas ou grão chegam em bruto e são descascados, selecionados, calibrados, embalados, armazenados e depois exportados, uma vez que a empresa faz parte de um grupo com mercados já estabelecidos. Proença-a-Nova é um polo intermédio entre o Paquistão e o mercado global”, refere em comunicado o presidente da Câmara Municipal, João Lobo.

A empresa irá ser responsável pela criação de cerca de duas dezenas de postos de trabalho numa primeira fase, estando previsto duplicar os trabalhadores dentro de três anos.

O autarca explica que o facto de se disponibilizar um pavilhão já edificado foi fundamental para atrair a empresa.

“Conseguimos, através da Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal (AICEP), mostrar a diferenciação do nosso parque empresarial em que, além daquilo que é o lote de terreno com condições muito vantajosas, ofertamos também espaço edificado, reduzindo os custos de contexto para quem investe”, frisou.

João Lobo com Makhdoom Abbas

João Lobo sublinha ainda que, para o município, a primeira vantagem em apoiar a fixação de empresas diz respeito à fixação de pessoas, que permite ir contrariando a desertificação em territórios do Interior como Proença-a-Nova.

*Lusa

Comentar