Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 20, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Jornalistas de Desporto interpõem ação em tribunal contra nova norma de acreditações

Jornalistas de Desporto interpõem ação em tribunal contra nova norma de acreditações
José Lagiosa

A Associação dos Jornalistas de Desporto interpôs uma impugnação no Tribunal Arbitral do Desporto contra a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, por impedir a acreditação dos jornalistas que detêm apenas cartões da associação na época 2017/2018.

Em causa está a nova redação do número 1 do artigo 64.º do Regulamento das Competições – Época 2017/2018, aprovada há um mês em Assembleia Geral da Liga, que deixa de prever que os cartões do CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto sejam elegíveis para a acreditação dos jornalistas para a próxima época.

Ora, segundo a associação, “há anos”, que a redação desse artigo previa que “a carteira profissional de jornalista e os cartões do CNID e da Association Internationale de la Presse Sportive (AIPS), devidamente atualizados, são os únicos documentos de identificação exigíveis aos jornalistas profissionais e colaboradores da imprensa, para serem devidamente acreditados com acesso às salas de imprensa, bancada de imprensa e outros locais a que lhes seja permitido aceder” nos termos do regulamento para a época 2017/2018.

Agora, apenas a carteira profissional de jornalista e a carteira da AIPS permitem a acreditação, deixando de fora os jornalistas que apenas detenham os cartões do CNID.

A associação considera que o “princípio da igualdade, a liberdade de expressão e criação, a liberdade de imprensa e a liberdade sindical foram desrespeitadas pela Liga Portuguesa de Futebol profissional, ao ter eliminado específica e deliberadamente o CNID do elenco das entidades previstas naquela norma regulamentar”.

O presidente do CNID, António Florêncio, tem mantido conversações com o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, que vem “manifestando aparente vontade de contribuir para a resolução pacífica deste problema, bem como a questão dos coletes para os fotojornalistas”.

A associação reúne-se com a Liga no próximo dia 19 de julho.

*Lusa

Comentar