Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Setembro 16, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Ato político

Ato político
José Lagiosa

O ato político é, antes de mais, tudo aquilo que direta ou indiretamente, ativa ou passivamente pode interferir com a nossa vida, bem como com a vida coletiva ou individual dos cidadãos.

Votar é, um ato político. Mas abster-se de votar é também um ato político.

A diferença está em que, no primeiro caso exercemos um direito e simultaneamente cumprimos um dever de cidadania. Na segunda hipótese renunciamos ao direito democrático de votar e negligenciamos um dever, que nos retira moralmente o direito futuro de crítica.

Quando afirmamos que não temos partido político, só estamos a declarar a nossa condição de apartidários, o que é completamente diferente de ser apolítico. Esta afirmação de não partidarismo é também, um ato político.

Quando comentamos, seja em casa, no trabalho, no café ou simplesmente em conversa de rua, este ou aquele acontecimento, esta ou aquela realização cultural, este ou aquele trabalho que foi executado pela nossa autarquia, estamos a ter atos políticos.

Quando escrevo estes esitoriais semanais, estou a praticar um ato político, doa a quem doer.

Quando os nossos gestores, sejam públicos ou privados, fazem as suas opções estratégicas de gestão, estão a praticar atos políticos

Quando os nossos juízes, na sua atividade de julgamento imparcial, proferem as respetivas sentenças, estão a ter atos políticos.

Quando os dirigentes desportivos, em vez de opções de gestão nos clubes virada para a prática desportiva, fazem opções com base exclusivamente nos resultados desportivos imediatos, estão a ter atos políticos.

Quando todos nós vamos às grandes superfícies fazer compras, em detrimento do comércio tradicional, estamos a ter um ato político.

Quando afirmamos o nosso tradicional pessimismo ou pelo contrário lutamos para inverter este clima de depressão que nos assola continuamente, estamos a ter um ato político.

Enfim isto tudo para vos dizer que quando optaram por ler esta crónica, também praticaram um ato político.

*José Lagiosa, diretor do beiranews.pt

 

 

 

 

 

 

Comentar