Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Vicente Garcia de Mateos ganhou e aperta cerco à camisola amarela

Vicente Garcia de Mateos ganhou e aperta cerco à camisola amarela
José Lagiosa

Já é segundo na Volta a Portugal

Desde o primeiro dia que o “chefe de fila” do Louletano – Hospital de Loulé-Fibralgarve tem procurado a vitória na Volta a Portugal 2017 e este domingo concretizou o objectivo em Oliveira de Azeméis.

O final da 8ª etapa tinha uma longa e inclinada reta com 500 metros sempre a subir.

Conhecedor das dificuldades e sempre bem posicionado para marcar e contra atacar os adversários, Garcia de Mateos lutou o mais que pode e no risco de meta confirmou a primeira vitória na Volta deste ano e o quinto triunfo esta temporada.

Beneficiando do sucesso em Oliveira de Azeméis e com o camisola amarela, Raúl Alarcón, a perder tempo na chegada, o corredor do Louletano trepou para a segunda posição da classificação geral e tem apenas 14 segundos de desvantagem.

Estava-nos a faltar uma vitória nesta Volta a Portugal e finalmente chegou! Agora vem aí a Torre, uma etapa muito dura, vamos ver como é que as pernas respondem e decidiremos a estratégia. Estou preparado para ganhar o contrarrelógio em Viseu, vamos ver como as pernas respondem. Ainda faltam dois dias”, disse satisfeito o corredor da equipa algarvia depois de chegar junto ao pódio e beijar a namorada que veio de Espanha para assistir às derradeiras etapas da competição.

Vicente cumpre promessa em Oliveira de Azeméis. Grande vencedor!

Publié par Volta a Portugal sur dimanche 13 août 2017

Sobre a desvantagem de apenas14 segundos que tem para o camisola amarela, Vicente encolhe os braço e deixa no ar a incerteza da própria competição. “É uma distância muito curta, mas ao mesmo tempo pode ser bem grande! Pode ser que esta Volta se decida por dois ou três segundos. Não sabemos.”

Além de subir ao pódio para festejar o triunfo na etapa, Garcia de Mateos repetiu a cerimónia da camisola verde pelo terceiro dia consecutivo por ser o líder da classificação por pontos, ou seja, o mais regular em prova.

Já com a garrafa de espumante na mão, após o desfile no pódio, o director desportivo do Louletano – Hospital de Loulé – Fibralgarve, Jorge Piedade, afirmava que tem jogado à defesa para preservar intactas as ambições do “chefe de fila” e da própria equipa.

“Tínhamos duas hipóteses: ou ter a equipa fragilizada e sem poder para controlar etapas, ou tínhamos de trabalhar assim e, a verdade, é que está a dar frutos. Temos de ser cautelosos. Dia a dia, vamos conseguindo alguns segundos e temos o Vicente na discussão da Volta a Portugal.”

Para terminar a Volta 2017 faltam duas etapas, a passagem na Torre esta segunda-feira e o contrarelógio final, em Viseu, na terça.

* Fotos:  PODIUM EVENTS

Comentar