Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 26, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Presidente do Covilhã pede o apoio dos sócios para a equipa dar a volta por cima

Presidente do Covilhã pede o apoio dos sócios para a equipa dar a volta por cima
José Lagiosa

O presidente do Sporting da Covilhã, da II Liga de futebol, acredita que a equipa vai melhorar o seu desempenho, pede o apoio dos sócios e prevê que a mudança para o Estádio Santos Pinto ajude a melhorar o rendimento dos serranos.

“Vamos dar a volta por cima. Estamos aqui para fazer um campeonato o mais tranquilo possível. Neste momento não temos essa tranquilidade, mas vamos ter de a agarrar”, realçou José Mendes, em declarações à agência Lusa.

O dirigente serrano diz que o importante “não é como isto começa, é como acaba”, dando o exemplo do ano passado, quando a equipa também revelou dificuldades no arranque do campeonato e depois escalou na tabela.

“É uma equipa nova, é preciso trabalhar muito, é preciso ter um pouco de sorte e nós vamos à procura dela. Não tenho uma resposta para o que está a acontecer. É o futebol. Temos uma equipa boa. Sinto que temos uma equipa melhor do que no ano passado. No ano passado começámos também assim. Foi nesta altura, quando jogámos a eliminatória da Taça de Portugal, que começámos a levantar a cabeça. Espero que este ano volte a ser da mesma maneira”, sublinhou José Mendes, que pediu que “os sócios se unam à equipa”.

O presidente dos ‘leões da serra’, atualmente em penúltimo lugar no campeonato, é da opinião de que o regresso ao Estádio Santos Pinto, em outubro, trará uma dinâmica diferente.

“Nós estamos muito desejosos de voltar para o Estádio Santos Pinto, porque é a nossa casa, é onde nos sentimos bem, é a empatia que há entre os sócios e os jogadores, e os jogadores precisam sentir o calor dos sócios”, acentua José Mendes, satisfeito por as obras do recinto estarem na fase final e em breve a equipa deixe de ter de jogar no Complexo Desportivo da Covilhã.

Para o dirigente, o ambiente no estádio do Sporting da Covilhã é mais acolhedor e sente-se mais o apoio vindo das bancadas.

“Sabemos que os sócios aqui nos apoiam, que gritam mais pelo Sporting da Covilhã e neste momento temos de mudar o rumo dos acontecimentos, que não nos estão a sair como queremos”, acrescenta.

O Sporting da Covilhã é o penúltimo classificado da II Liga de futebol, com apenas cinco pontos, resultado de uma vitória, dois empates e quatro derrotas.

Na semana passada, José Augusto substituiu Filipe Gouveia como treinador e orienta no domingo, pela segunda vez, a formação serrana, no reduto do Vizela, do Campeonato de Portugal, em jogo da segunda eliminatória da Taça de Portugal, às 15:00.

*Lusa

Comentar