Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Dezembro 12, 2017

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Futebol: Taça de Portugal/ Oleiros – Sporting (declarações)

Futebol: Taça de Portugal/ Oleiros – Sporting (declarações)
José Lagiosa

Declarações no final do encontro Oleiros-Sporting (2-4), da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol:

– Nathan Costa (treinador do Oleiros): “O que lhes disse foi que se jogassem com alma, com coração, que, independentemente do resultado, nunca se poderiam sentir derrotados, que aos olhos das pessoas de Oleiros, da família e dos amigos, iriam sempre sentir-se uns vencedores.

Penso que foi isso que aconteceu. Claro que tivemos dificuldades, mas estamos a jogar contra uma equipa de outra realidade. Quando aqueles rapazinhos começaram a circular a bola no início do jogo, tivemos muitas dificuldades.

Nathan Costa (treinador do Oleiros):

Felizmente, houve bolas que não entraram, houve depois um momento em que conseguimos acalmar um pouco. Apareceu o primeiro golo, tentámos outra vez acalmar, apareceu o segundo.

Depois, na segunda parte, tentámos, com as mudanças, entusiasmar um pouco o público, com jogadores que dão outra profundidade e outra largura à equipa e penso que isso foi conseguido.

Na segunda parte, deixámos uma imagem desportiva também muito engraçada”.

– Jorge Jesus (treinador do Sporting): “O nosso objetivo é a Taça (de Portugal), em que tínhamos de passar esta eliminatória.

Sabíamos que íamos ter dificuldades pelo sintético. O campo tem menos sete metros de largura e cinco de comprimento e, portanto, o espaço é muito mais reduzido e mais fácil de anular quem tem mais técnica. Por todas as nuances que este campo tinha, podia-nos criar dificuldades.

Os jogadores do Sporting tiveram uma atitude muito competitiva, porque nestes jogos, às vezes, é mais importante a competitividade do que a qualidade técnica e ganhámos com facilidade, entre aspas, pois nunca há facilidades.

Marcámos quatro golos, mas também sofremos dois.

Parabéns aos jogadores e à vila de Oleiros, porque fizeram tudo para que o jogo se realizasse aqui”.

*Lusa / Foto: record.pt

 

Comentar