Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 6, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Boom Festival abre terceira fase de venda de bilhetes com preços favoráveis para portugueses

Boom Festival abre terceira fase de venda de bilhetes com preços favoráveis para portugueses
José Lagiosa

A venda ‘online’ de bilhetes para o Festival Boom de 2018 vai ser retomada no dia 19 de dezembro, anunciou hoje a organização do evento realizado de dois em dois anos no concelho de Idanha-a-Nova.

Será a terceira fase de venda dos bilhetes para o evento cultural que vai decorrer entre 22 a 29 de julho de 2018, na Herdade da Granja, em Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco.

Na primeira fase, em 19 de outubro, a organização foi obrigada a suspender a venda devido a um ataque informático. Na segunda-feira, o Boom Festival “viu esgotar em apenas três horas e meia” os 15.569 bilhetes disponíveis na segunda fase.

“No entanto, os portugueses, que na próxima edição terão ingressos mais baratos, podem ainda adquirir bilhete. No próximo dia 19 de dezembro, arranca a venda das entradas ‘friendly prices’ e através dos embaixadores espalhados por todo o mundo”, revelou hoje a organização do evento.

Os compradores portugueses beneficiam de condições especiais para habitantes de “países com economias mais frágeis”, garante a organização.

“Como sempre, a procura superou a oferta; estamos felizes com este voto de confiança. Conseguimos esta reação positiva do público sem anunciar o cartaz artístico, o que demonstra que este é um festival onde o conceito, a experiência e os valores que defende são mais importantes do que os artistas”, refere Artur Mendes, da organização.

“Os portugueses também irão usufruir de bilhete com redução como ‘friendly price’. Isto porque, apesar de ser o país-anfitrião, Portugal continua a ter um poder de compra limitado no seio da Europa dos 28, onde ocupa a 19.ª posição neste parâmetro, além de que o desemprego afeta ainda 26,5% dos jovens (Fonte: INE/Eurostat)”, explica o Boom Festival.

*Lusa

Comentar