Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Fevereiro 27, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

i-Danha Food Lab está a chegar a Idanha-a-Nova

i-Danha Food Lab está a chegar a Idanha-a-Nova
José Lagiosa

Está tudo a postos para o pioneiro i-Danha Food Lab, o evento que vai reunir investidores, empresas, startups, empreendedores e parceiros políticos, e levá-los numa aventura única a decorrer em Idanha-a-Nova, na Escola Superior de Gestão.

É já de 10 a 12 de novembro, logo após o Web Summit em Lisboa.

A inovação viaja até Idanha-a-Nova para assinalar o fim da edição 2017 do programa de aceleração i-Danha Food Lab, o primeiro acelerador para a economia verde da Península Ibérica.

O evento conta com a participação da secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, numa viagem de comboio ‘verde’ que traz os participantes desde Lisboa, e do Ministro do Ambiente na sessão de encerramento.

Durante três dias, o i-Danha Food Lab acontece em paralelo com o International Bootcamp do EIT Climate-KIC, que traz a Portugal 63 startups na área da economia verde. Será possível assistir e participar em inúmeras sessões relacionadas com AgriTech, FoodTech e CleanTech.

O i-Danha Food Lab vai ao encontro da aposta do Município de Idanha-a-Nova na sustentabilidade ambiental e na economia verde, sendo organizado em conjunto com o Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento e a Building Global Innovators (BGI), aceleradora do ISCTE-IUL e MIT Portugal, e com o apoio do Ministério do Ambiente, EIT Climate-KIC e Fundação Ellen MacArthur.

Os participantes vão partir juntos de Lisboa, no dia 10 de novembro, numa viagem de comboio gratuita pela histórica Linha da Beira Baixa.

A viagem será marcada pelo tema ‘Dream Green or Go Gome’ e nela poderá conhecer as 63 startups presentes.

O dia 11 será dedicado a sessões com especialistas e no dia 12 poderá visitar as tecnologias instaladas em Idanha-a-Nova pelas 6 startups do Acelerador i-Danha Food Lab e voltar para Lisboa com a organização.

O evento é cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

*Lusa

Comentar