Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 21, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

O autoretrato e a autorepresentação em exposição na Barquinha

O autoretrato e a autorepresentação em exposição na Barquinha
José Lagiosa

O Centro de Arte e Imagem – Galeria do IPT, Tomar recebe, entre 8 novembro de 2017 e 7 de janeiro de 2018 recebe, uma exposição de trabalhos alusivos ao tema “Autoretrato e a autorepresentação”.

O material expositivo é o resultado dos trabalhos, sobre o mesmo tema, dos alunos do Centro de Estudos de Arte Contemporânea (CEAC) de Vila Nova da Barquinha durante o ano letivo 2016/17.

A iniciativa surge no âmbito da parceria do Município de Vila Nova da Barquinha com o Instituto Politécnico de Tomar (IPT) e a Fundação EDP e irá mostrar obras de Aida Santos, Almerinda Barrocas, Carlos Antunes, Cláudia Pereira, Dulce Simões, Isabel Gomes, Isabel Piçarra, Jorge Fonseca, Dinis Silva, Lino Lourenço, Adelaide Mendes, Maria Clara, Maria Eduarda, Filomena Teixeira, Isabel Fonseca, Liseta Queiroz, Lucinda Mendes, Luísa Oliveira, Manuela Paixão, Marília Aquino, Elsa Marques, Victor Serras e Isabel Costa.

Entre outubro de 2016 e maio de 2017, nos ateliês do C.E.A.C., de Vila Nova da Barquinha, o autoretrato e a autorepresentação foram o mote de reflexão, o assunto e a matéria criativa para o desenvolvimento de abordagens pictóricas muito diversas.

A individualidade de cada um e a singularidade do seu percurso de vida surgem expressas na variabilidade de obras propostas ao espectador nesta exposição.

O autoretrato surgiu como um desafio de proximidade psicológica, implicando e dependendo diretamente da distância física real, mensurável, que separa o modelo do pintor.

Ao realizá-lo, cada autor procurou recriar uma conversa, primeiro consigo próprio e depois com o observar do seu trabalho.

A autorepresentação constituiu mais um movimento dessa aproximação. As técnicas de pintura surgem, nesta exposição, como meios para articular a perceção desta parca distância com as relações sociais implicadas nestas representações.

“Assim, à distância normal da intimidade social e da conversa corrente, a alma do modelo começa a transparecer…”.

Nesta mostra, cores, lugares, pessoas, objetos, entre outros, contribuem para uma aproximação de quem aqui se representa e se nos apresenta.

A exposição “Autoretrato e a autorepresentação” tem entrada livre e pode ser visitada de quinta a domingo, das 10:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:00.

 

Comentar