Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 19, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

FC Porto segue em frente na Taça de Portugal embalado com ‘bis’ de André André

FC Porto segue em frente na Taça de Portugal embalado com ‘bis’ de André André
José Lagiosa

FC Porto 4 – Vitória de Guimarães 0

O FC Porto venceu hoje o Vitória de Guimarães, por 4-0, e garantiu a passagem aos quartos de final da Taça de Portugal em futebol, com um triunfo igualmente marcado pelo ‘bis’ de André André.

Aboubakar, de grande penalidade, aos 12 minutos, começou a desenhar o triunfo dos ‘dragões’ sobre o finalista vencido da época passada, numa vantagem ampliada, na segunda parte, com os golos de Danilo, aos 58, e de André André, aos 64 e 83.

Os anfitriões, que apresentaram apenas como novidades no ‘onze’ Casillas e Jesus Corona, foram quase sempre superiores a um adversário que se revelou demasiado ‘macio’, começando a impor o seu ascendente logo aos seis minutos, num cabeceamento de Danilo, devolvido pelo poste.

Os minhotos, que se apresentaram para este desafio com seis alterações na equipa, em relação ao último jogo, para o campeonato, pareciam ressentir-se dessas mexidas, e não disfarçavam algumas dificuldades nas marcações, nos momentos iniciais.

Talvez fruto dessa indefinição no posicionamento, os comandados de Pedro Martins acabaram por ‘oferecer’ o primeiro golo ao FC Porto, após um alegado desvio com a mão de Victor Garcia, na sua área, que Carlos Xistra não hesitou em assinalar grande penalidade.

Chamado à conversão, Aboubakar não desperdiçou e, aos 12 minutos, apontou o 1-0 que colocou os ‘azuis e brancos’ em vantagem na eliminatória.

Mesmo obrigada a correr ‘atrás de prejuízo’, a formação vimaranense não conseguia explanar o seu futebol, e só criou algum perigo depois dos 20 minutos, num cabeceamento de Sturgeon, por cima, e num remate de muito longe de Victor Garcia, que Casillas segurou sem dificuldade.

Perante a inoperância contrária, o FC Porto mantinha o jogo controlado e mostrava-se sempre mais perigoso quando se acercava da baliza contrária.

Danilo, em novo remate ao poste, aos 25 minutos, após assistência de Ricardo Pereira, ainda ameaçou o segundo golo, numa iniciativa imitada, pouco depois, por Alex Telles e Aboubakar, mas com a mira menos calibrada.

Os visitantes só conseguiram criar a sua melhor oportunidade nesta etapa inicial já perto do intervalo, quando, após um canto, um cabeceamento partilhado por Maxi Pereira e Rincón obrigou Casillas a defesa atenta para manter o 1-0 até o descanso.

O intervalo até fez bem ao Vitória de Guimarães, que regressou à partida mais ?arrumado’ e, sobretudo, com mais garra nos seus contra-ataques. Mas quando a turma da ‘Cidade Berço’ percorria esse caminho ascendente em termos de produtividade, acabou por sofrer novo revés.

É que pouco antes da hora de jogo, Danilo quis redimir-se dos dois remates enviados ao poste, e com um cabeceamento fulguroso, na sequência de um canto, assinou o 2-0.

O médio portista estava ambicioso, e, pouco depois, aos 63 minutos, obrigou o guarda-redes Miguel Silva a uma das defesas da noite, após remate de longe.

O guardião minhoto voltaria a ser chamado a intervir no minuto seguinte, a um remate de Aboubakar, mas com um desvio que acabou por colocar a bola no recém-entrado André André, que, numa recarga oportuna, praticamente sentenciou o jogo, estabelecendo o 3-0.

Apesar da complicada tarefa para recuperar, os pupilos de Pedro Martins ainda esboçaram uma reação, e aos 68 minutos tiveram uma oportunidade para reduzir, num remate de Heldon, aposta para o segundo tempo, mas que embateu no poste.

À falta de pontaria dos minhotos, o FC Porto respondeu, de novo, com eficácia, ampliando a vantagem com André André a ?bisar’, desta feita na sequência de canto, num desvio a um toque de Soares, que fixou o 4-0 final.

Jogo disputado no Estádio do Dragão no Porto.

FC Porto – Vitória de Guimarães, 4-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Aboubakar, 12 minutos (grande penalidade).

2-0, Danilo, 58.

3-0, André André, 64.

4-0, André André, 83.

Equipas:

– FC Porto: Casillas, Maxi, Marcano, Reyes, Alex Telles, Ricardo (André André, 62), Danilo, Herrera (Óliver, 79), Corona, Aboubakar (Soares, 72) e Marega.

(Suplentes: José Sá, Hernâni, Brahimi, Oliver Torres, André André, Felipe e Soares).

Treinador: Sérgio Conceição.

– Vitória de Guimarães: Miguel Silva, Victor Garcia (João Aurélio, 75), Moreno, Jubal, Konan, Rafael Miranda, Francisco Ramos, Rincón, Sturgeon (Kiko, 82), Hélder Ferreira (Heldon, 59) e Tallo.

(Suplentes: Douglas, Raphinha, Heldon, João Aurélio, Dénis Duarte, Kiko e Rafael Martins).

Treinador: Pedro Martins.

Árbitros: Carlos Xistra (AF Castelo Branco).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Ricardo (50) e Sturgeon (57).

Assistência: Cerca de 15 mil espetadores.

*Lusa

Comentar