Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Setembro 19, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Incêndios: Covilhã promove duas ações de estabilização de solos em áreas ardidas

Incêndios: Covilhã promove duas ações de estabilização de solos em áreas ardidas
José Lagiosa

A Câmara Municipal da Covilhã anunciou hoje que vai promover duas ações de estabilização de emergência de solos pós-incêndios, que decorrerão entre os dias 18 e 20 e que são abertas a voluntários.

De acordo com a nota de imprensa enviada à agência Lusa por esta autarquia do distrito de Castelo Branco, uma das ações projetadas irá decorrer na cidade da Covilhã, mais concretamente nas zonas do Rossio do Rato à Carreira de Tiro, sendo que a outra terá lugar na aldeia de Bouça, freguesia de Cortes do Meio.

Na cidade, a ação abrangerá 3,7 hectares e, na aldeia de Bouça, serão intervencionados 7,4 hectares.

Segundo a informação, estas ações visam “reduzir a erosão e a velocidade das águas de escorrência, aumentar a taxa de infiltração e facilitar a retenção das cinzas; o que será feito através das técnicas de “Mulching”, ou seja, à base de troncos, ramos, galhos e estilhas devidamente colocados no solo.

Entre os objetivos previsto está também a proteção dos bens e pessoas que vivem a jusante das áreas de intervenção, que são as que correm maior risco de possíveis derrocadas e enxurradas, atendendo ao declive das encostas.

Além disso, também se pretende “testar as técnicas, demonstrar e criar boas práticas que serão replicadas noutras zonas do concelho”.

De acordo com a autarquia, estas ações serão realizadas em parceria com a Secretaria de Estado das Florestas, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), a Junta de Freguesia de Cortes do Meio, a União de Freguesias de Covilhã e Canhoso, a Autoridade Nacional de Proteção Civil de Castelo Branco, os Bombeiros Voluntários da Covilhã, a GNR, os Baldios de Atalaia/Teixoso, Cortes do Meio e Erada e a Queiró- Associação para a Floresta, Caça e Pesca.

“Os trabalhos têm a coordenação do ICNF, contam com as quatro equipas de sapadores florestais do concelho e estão abertos a voluntários que pretendam participar”, acrescenta a nota.

A informação também especifica que o ponto de partida será no dia 18, às 07:45, na rotunda do Louseiro, Cortes do Meio e o encerramento ocorre, às 17:00, do dia 20, no Rossio do Rato, Covilhã.

A Covilhã foi um dos concelhos atingidos pelos fogos deste verão, que queimaram vários hectares de floresta e terrenos agrícolas em diferentes freguesias do concelho e também na área da Serra da Estrela.

*Lusa

Comentar